Picture of Vítor Alexandre

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.

Featured articles

Lançado em 2001, em simultâneo com o sistema GameCube e mais uma dezena de jogos, a obra a solo do irmão de Super Mario depressa se destacou. Para além da invulgaridade do design e mecânicas, Luigi's Mansion distanciava-se de tudo o que era habitual nos jogos de Super Mario.

ArtigoJogador do Sporting CP ganha a vida a jogar FIFA 19

Gonçalo Pinto ganha salário e prémios nas competições como a Continental Cup 2018.

Em plena Continental Cup 2018 tivemos a oportunidade de estar alguns minutos à conversa com Gonçalo "RastaArtur" Pinto, o representante luso na competição organizada entre a Sony CEE e a Electronic Arts, que teve lugar nos dias 26, 27 e 28 de Outubro, no evento Paris Games Week. Para o jogador português esta foi uma oportunidade para se estrear nas competições internacionais e logo ao mais alto nível, com jogadores de diversos países do mundo. Depois do apuramento em Portugal, rumou à capital francesa para testar as suas forças.

Vê o melhor golo do torneio Continental Cup 2018

É da autoria do português Gonçalo Pinto que assim arrecadou o prémio "Puskas".

Há momentos inesquecíveis e aquele que Gonçalo "RastaArtur" Pinto viveu no passado sábado dificilmente lhe sairá da memória. Trata-se do magnífico golo que marcou contra o jogador alemão Moauba, nos oitavos-de-final da Continental Cup, uma competição que aconteceu este fim de semana no decurso da Paris Games Week. Após a realização da final o júri atribuiu-lhe o prémio do melhor golo do torneio. Uma entrega merecida, tendo em conta como a bola circulou entre os jogadores, na zona ofensiva, a culminar numa magnífica finalização de Ronaldinho Gaúcho.

Norte-americano Joksan é o vencedor da edição inaugural Continental Cup 2018

Português Gonçalo "RastaArtur" Pinto trouxe para Portugal o troféu de melhor golo do torneio.

Tarde de emoções fortes no estádio criado pela PlaySation no espaço reservado da Paris Game Week, onde decorreu a primeira Continental Cup 2018. Após umas semi-finais muito disputadas e carregadas de dramatismo, só dois podiam chegar à final. Assim, de um lado o jogador alemão apoiado pelo Basileia, com o nome Thesxtranger e do outro o jogador norte-americano Joksan, que contou sempre com muito apoio oriundo das bancadas.

Gonçalo 'Rasta Artur' Pinto evoluiu até aos quartos-de-final da Continental Cup 2018

Sonho cumprido mas o jogador luso não atira a toalha ao chão.

Gonçalo "Rasta Artur" Pinto, jogador da equipa Sporting Clube de Portugal eSports, cumpriu o sonho ao qualificar-se para a Continental Cup 2018, que decorre este fim de semana na Paris Game Week, entre os dias 26 e 28 de Outubro. Vencedor na qualificatória portuguesa, que teve lugar nos passados dias 13 e 14 de Outubro, conquistou assim um lugar entre os melhores jogadores da Europa.

Enquanto os sistemas portáteis de videojogos permaneceram populares, tanto a EA e Konami, produtoras dedicadas aos jogos de futebol, encontraram em plataformas como a PSP, PS Vita e 3DS, vias para alargarem a sua audiência. Durante anos as portáteis receberam versões dos populares jogos de futebol, ao mesmo tempo das versões para consolas e PC. No entanto, o declínio de popularidade destes sistemas levou as produtoras a concentrarem as atenções nas plataformas domésticas, aperfeiçoando os respectivos jogos e estreitando a competição de forma unívoca.

ArtigoUm ano depois, Forza Motorsport 7 está ainda melhor

Regressamos ao jogo e ficamos surpreendidos com as novidades.

Longe vai o tempo em que um jogo lançado correspondia à versão definitiva, impassível de actualizações online. Qualquer erro, bug ou falha perpetuar-se-ia no tempo. Muitos bugs ficaram assim entronizados, mas desde que o online passou a ser norma e as actualizações pós lançamento - muitas delas pesados ficheiros - se tornaram comuns, numa busca pela melhoria e aperfeiçoamento da experiência, a vitalidade dos jogos aumentou exponencialmente.

Pedro Barbosa selou final incrível de PES 2019 no Eurogamer Fest com chapéu de belo efeito

Bruno Couto ainda equilibrou a final mas não evitou a derrota por 3-1.

Num dos jogos mais incríveis do torneio PES 2019, realizado este domingo à tarde no Eurogamer Fest, Pedro Barbosa sagrou-se vencedor, amealhando um chorudo prémio de 400 euros após vencer nos 90 minutos o outro finalista Bruno Couto, por 3-1, que não sai de mãos a abanar, recebendo 100 euros em prémio.

Dakar 18 - Análise - deserto adentro

Realismo a todo o gás.

O estúdio Bigmoon Entertainment, de Vila Nova de Gaia, com pergaminhos no desenvolvimento de videojogos ligados ao desporto automóvel, tem em Dakar 18 a sua maior produção e o seu maior desafio. Trata-se da reprodução em videojogo da maior prova de resistência do desporto automóvel, uma prova de rally raid que atravessa o Peru, Bolívia e Argentina, chamada Dakar.

No âmbito das experiências multiplayer, a série Super Mario Party praticamente dispensa apresentações. Há muito que os minijogos promovidos pelas personagens do Mushroom Kingdom formam desafios particulares, nomeadamente sob a forma de jogos de tabuleiro à volta dos quais vários jogadores competem pela chegada à meta em primeiro lugar. Super Mario Party é sinónimo de desafios para múltiplos jogadores - aquilo que a Nintendo define muitas vezes como experiência para a família - precisamente pela possibilidade de ser jogado localmente, a partir de dois ou mais comandos.

Pondo termo a oito anos de ausência na linha principal de Mega Man, o icónico personagem da Capcom que tanto cativou fãs ao longo da geração 8 bit regressa à actividade nas consolas da actual geração, numa aventura recheada de desafios. A Capcom escutou os fãs, percebendo que trazer de volta uma das personagens que mais marcou o universo dos jogos de disparos e plataformas em 2D seria cumprir um dos mais insistentes pedidos da comunidade, numa altura em que a série comemora o trigésimo aniversário.

Há sensivelmente um ano, antes do lançamento de Yakuza 6: The Song of Life, recebemos Yakuza Kiwami, a remasterização do primeiro jogo da série, lançado em 2005, no Japão, para o sistema PlayStation 2. No passado dia 28 de Agosto, a Sega lançou Yakuza Kiwami 2, a versão remasterizada do segundo jogo da série (2006, Japão).

Vivemos uma época de futebol mediatizado, dentro e fora das quatro linhas, com toda uma carga dramática associada a eventos, resultados e atletas. Cristiano Ronaldo é o primeiro grande jogador do futebol a singrar enquanto marca. Mais do que um atleta, encerra em si mesmo uma empresa, sendo a transferência ocasionada este verão, do Real Madrid para a Juventus, bom exemplo disso, produzindo uma ressonância mundial avassaladora. A Liga dos Campeões é actualmente a competição mundial de clubes de futebol, que mais se aproxima dessa definição de clubes-marca, nos quais pontificam os jogadores mais mediáticos e os estádios são vistos como verdadeiros parques temáticos.

Os clássicos "beat em ups" da Capcom estão entre as minhas memórias da cena arcade, alguns dos quais reproduzidos mais adiante nas consolas 16 e 32 bits, seguindo-se as colectâneas nas gerações seguintes, nas quais era possível experimentar alguns por entre outros clássicos. Embora Street Fighter se situe no topo dessa hierarquia arcade, os "beat'em ups" sempre constituíram um género especial, talvez mais acessível que muitos "fighting games" por assentar em musculares batalhas ao longo de níveis mais ou menos compridos, nos quais era comum defrontarmos lá para o final os chefes, ou bosses, como eram conhecidos à época.

É difícil para estúdios mais pequenos competirem com as produções "triple A" de algumas editoras consagradas. Independentemente da qualidade que possa grassar nos dois lados da contenda, as grandes editoras apoiam os seus estúdios através de orçamentos maiores, beneficiam de maior exposição e marketing, e ainda contam com equipas mais guarnecidas e já com anos de experiência. É uma luta quase desigual, mas não impossível para os mais pequenos. Encontrar o conceito para o sucesso é muitas vezes a solução nessa eterna batalha que opõe David a Golias. Porém não chega uma ideia, é preciso concretizá-la da melhor forma.

V-Rally 4 - Análise - regresso de um clássico dos anos 90

Pé na tábua através dos continentes.

Foi com um misto de surpresa e expectativa que recebemos, há uns largos meses, o anúncio do regresso da série V-Rally, na quarta edição, para as plataformas da actual geração e PC (versão Nintendo Switch sairá perto do Natal). Trata-se de um jogo de automóveis de cariz arcade que ganhou bastante popularidade nos anos noventa, quase em simultâneo com o rival Colin McRae Rally, da Codemasters, especialmente na plataforma PlayStation. O jogo viria a receber uma sequela antes da viragem do milénio. Produzido e editado pelos franceses da Infogrames, V-Rally deixou uma boa trajectória, que teria continuidade com V-Rally 3, em 2001.

O ano começou em grande para todos os fãs de Monster Hunter. A Capcom lançou nas consolas PS4 e Xbox One (no mês de Agosto saiu para o PC) o quinto jogo da linha principal da série, depois de dois jogos lançados nas consolas da Nintendo. Com Monster Hunter World a Capcom assegurou um novo nível de profundidade na série, tornando ainda mais épicas, incríveis e elaboradas as batalhas com seres monstruosos, alguns dos mais impressionantes criados pela equipa de produção.

Este ano PES chegou mais cedo. A Konami antecipou o seu jogo de futebol em quase 15 dias, puxando-o para o final de Agosto, numa altura em que está a fechar o mercado de contratações e muitos campeonatos europeus estão a cumprir as primeiras jornadas, iniciando as temporadas desportivas. É uma decisão arrojada, mas reveladora da confiança que a Konami deposita nesta edição, que em jogabilidade, animações, física e grau de produção de futebol virtual, é a mais desenvolvida.

Shenmue I and II HD Collection - Análise - todo o tempo do mundo

Uma história de vingança: a semente de Yakuza.

A notícia chegou como uma surpresa indesejável. Em Janeiro de 2001 a Sega comunicou que em Março deixaria de produzir a sua consola 128-bit e que doravante passaria a trabalhar apenas como editora de jogos "third party", deixando o negócio das consolas e colocando noutros sistemas os jogos que até então eram exclusivos da Dreamcast. No entanto, o apoio à consola continuou nos anos seguintes, tendo recebido preciosos jogos em 2001 e 2002. Um deles foi a sequela de Shenmue, uma produção de Yu Suzuki - mítico criador de experiências arcade da Sega como OutRun ou Hang On - e uma das maiores em termos de orçamento, tendo absorvido imensos recursos, num esforço financeiro que terá contribuído também para as dificuldades por que passou a empresa nesse período.

Depois da pausa de verão (entre o Grande Prémio da Hungria e o GP da Bélgica medeiam três semanas), a Fórmula 1 regressa à competição habitual, terminando só em Abu Dhabi, perto do final do ano. Contudo, é após umas merecidas férias e no regresso à luta em pista que a Codemasters apresenta F1 2018 com a licença das entidades envolvidas na maior competição automobilística, especialmente a Liberty Media. A editora britânica encontra uma especial oportunidade para suscitar o interesse dos fãs deste desporto motorizado justamente quando se concentram as atenções depois de gozado o merecido descanso.

Com lançamento previsto para o próximo dia 28 de Setembro, a EA Sports entra na derradeira fase de produção do seu jogo de futebol. FIFA 19 será um jogo de mudanças, não só na jogabilidade mas também nos modos de jogo e na inclusão de novas competições. A começar pela presença das licenças da UEFA para as competições de clubes, nomeadamente a liga dos campeões, a liga europa e a supertaça europeia. É um trio de valor que não só faculta a estrutura habitual da competição como ainda se compagina com vários modos de jogo, entre os quais o famoso Journey, o guião que volta a colocar Alex Hunter sob os holofotes do futebol mundial, naquele que será o último desenvolvimento do futebolista que começou no Manchester United, treinado precisamente por José Mourinho.

primeiros anterior