Days Gone: como os 60fps transforma o jogo na PlayStation 5

Retrocompatibilidade.

Days Gone é um dos dois jogos PlayStation 4 da Sony com algum tipo de ajustes para a PS5, correndo com um rácio de fotogramas desbloqueado na nova consola da Sony, bloqueado a 60Hz pela tua TV. Perante isto, a melhoria é limitada em funcionalidades, mas tal como Ghost of Tsushima da Sucker Punch, é uma grande transformação na fluidez e resposta. É uma forma espantosa para revisitar este impressionante jogo PS4.

Ao voltar a Days Gone, descobri um jogo que evoluiu imenso desde que o Digital Foundry falou dele, por isso apesar da vantagem da PS5 existir, surge em cima de uma versão PS4 sólida que resolveu muitos dos problemas vistos no lançamento. A Bend Studios recebeu elogios pela atualização 1.61, que baixou de 60GB para 38GB o espaço que ocupa no disco, consolidando várias otimizações que drasticamente reduzem os problemas de performance vistos nas primeiras atualizações.

Além disso, recebeu mais conteúdos e fiquei especialmente intrigado como Challenge Mode, que liberta algumas das principais mecânicas da aventura em mundo aberto para as focar em desafios curtos estilo arcade. Também é uma forma de experimentar uma das principais funcionalidades de Days Gone, a Horde. Existem cerca de 40 Hordas espalhadas pelo mapa, cada uma pode apresentar até 500 inimigos. Parece existir um limite de 300 Freakers nos desafios, mas ainda assim é muito para enfrentar e existe uma variedade de locais interessantes onde combater. Também foi a única forma de tirar Days Gone na PS5 dos 60fps.

A atualização 60fps é entregue na PS5 durante a maioria do tempo, mas reparamos na perda de um fotograma de forma aleatória e podem passar despercebidas. A esse respeito, tens uma grande melhoria sobre as versões de anterior geração, ainda estão presentes soluços ao percorrer o mapa (muito reduzidos sobre o que existia no lançamento), são mais percetíveis na PS4 original e até isto ficou muito melhor na PS5. Somente ao enfrentar uma Horde encontrarás quedas percetíveis dos 60fps e mesmo assim, são precisas grandes explosões a uma curta distância de um grande grupo de Freakers para surgirem soluços. Quando acontecem, são rápidos.

Eis Days Gone na PS4 e PS4 Pro comprado com a PS5.

O modo Desafio amplifica um pouco isto, mas isto acontece porque enfrentas 300 Freakers com itens explosivos. É aqui que encontramos uma breve, mas profunda limitação na CPU consoante a consola processa o impacto destas explosões em tantos inimigos tão próximos. Em momentos lado a lado, registamos um soluço de 284ms na PS4 original ao explodir uma Horde de 300 Freakers, descendo para 200ms na Pro. Consoante a Horde fica mais pequena, os soluços diminuem, provavelmente porque a CPU tem de lidar com menos entidades. Na PS5, no pior, as quedas descem para 83ms, mas foram precisas diversas tentativas para encontrar este slowdown. No geral, temos várias quedas de 16ms e mais nada. Resumindo, não correr a 60fps perfeitos, mas com a exeção de um ou outro fotograma perdido, precisei de preparar cenários específicos no modo Desafio para causar problemas. Na maioria do tempo corre sem problemas.

Além do aumento no rácio de fotogramas, é Days Gone como conheces. Tal como Ghost of Tsushima e até Cyberpunk 2077 (mas não Star Wars Jedi: Fallen Order!), nada mais muda ao transitar da PS4 Pro para a PS5. Os vestígios da checkerboard surgem no corte entre cenas, aparentemente confirmando reconstrução 4K, tal como no jogo existente, enquanto as distâncias de visão, qualidade das sombras e outras funcionalidades gráficas estão iguais. A CPU e armazenamento superiores parecem eliminar algum pop-in, mas isto não incomodava nas consolas PS4, sendo somente mais uma camada de refinamento que tens na PS5.

Isso não me importa nada. Poucos jogos em mundo aberto corriam a 60fps na anterior geração devido à ausência de poder CPU e GPU, mas indo direto ao assunto, a redução na latência é palpável. Jogos como Days Gone, The Last of Us Part 2 e Red Dead Redemption 2 apresentam animações excelentes, mas misturar essa animação entre variantes controlos do jogador adiciona latência. Days Gone na PS5 não resolve este problema, mas duplicar o feedback visual entrega uma inerente melhoria que simplesmente torna-o num melhor jogo, especialmente útil quando estás em pânico a enfrentar uma Horde.

Duplicar o rácio de fotogramas é a maior melhoria que podes ter na retrocompatibilidade. Seria bom ter mais melhorias, mas o aspeto visual de Days Gone já é bom. Alguns podiam pedir resolução nativa, mas não vejo o objetivo disso aqui, Days Gone parece muito próximo de verdade 4K e prefiro que o poder extra seja usado para manter os 60fps.

Days Gone faz parte da PlayStation Plus Collection, um conjunto de excelentes jogos aos quais tens acesso se tiveres uma PS5 e PS Plus e é por isso que gostaríamos de ver mais atualizações PS5 de jogos PS4 da Sony. Days Gone e Ghost of Tsushima foram os primeiros, mas alguns jogos poderão ser mais difíceis de atualizar sem grandes esforços. The Last Guardian e God of War também estão na Collection e são jogos que podem correr a 60fps com resolução completa na PS5, mas não correm se não os tiveres em disco e sem atualizações. Esperamos que sejam lançadas atualizações.

Salta para os comentários (42)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry  |  digitalfoundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

ArtigoIt Takes Two é o melhor jogo cooperativo de sempre

Diversão desenfreada para dois jogadores.

Hacker reduz em 70% loadings de GTA Online

Descobre que a lentidão é devida a um único ficheiro.

Novidades no PlayStation Now para Março

inFamous: Second Son, World War Z, Ace Combat 7 e mais.

Reino Unido: stock da PS5 aumenta as vendas dos seus jogos

Miles Morales saltou para o segundo lugar.

Também no site...

Apex Legends Switch mostrado num novo trailer

30 níveis gratuitos e duplo XP nas primeiras duas semanas.

Epic Games compra os produtores de Fall Guys

Nada mudará no futuro da franquia.

Razer anuncia a Razer DevCon, um evento para produtores de videojogos

Quer encorajar a integração do seu ecossistema em software e hardware.

Yakuza: Like a Dragon chegou finalmente à PS5

Quem tem a versão PS4 tem direito a upgrade gratuito.

Comentários (42)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários