Confronto: Dark Souls 3 nas consolas

A PlayStation 4 enfrenta a Xbox One.

Desenvolvido por duas equipas diferentes no estúdio From Software, Dark Souls 3 chega para, aparentemente, encerrar a série Souls. O motor de Bloodborne, exclusivo PlayStation 4, é agora usado para criar um belo mundo de fantasia na Xbox One e PC. Neste artigo, colocamos em confronto as duas consolas e a tecnologia do From apresenta vantagens para a PS4.

Este é o primeiro Souls com diferencial nas consolas. Na PS4 corre a 1920x1080 e na Xbox One a 1600x900. Começa a ser uma tendência nesta geração ver a Xbox One com resolução inferior e Dark Souls 3 é o mais recente a oferecer melhor qualidade de imagem na PS4. Ambas as consolas usam um estilo igual de anti-aliasing pós-processamento com ruído visual.

Apesar da conversão de resolução, a Xbox One apresenta Lothric de bela forma. O único verdadeiro problema desta imagem 900p é que o pixel crawl é mais agressivo na folhagem - de resto está muito bem. Estranho é que todos os elementos HUD na Xbox One correm a 900p e não a 1080p - criando um ligeiro blur nas ilustrações e isso é visível quando comparado com a PS4.

Actualizado para a v1.01, comparámos Dark Souls 3 nas duas consolas. A divisão na resolução e sombras de maior qualidade na PS4 marcam a diferença.

As duas consolas impressionam desde o início em Cemetery of Ash. A arte em cada cenário revelam bem como foram focados os 3 anos de desenvolvimento. A mistura de horror e fantasia recompensa em Dark Souls 3, conseguindo uma estética que fica mais perto do que vimos no primeiro Dark Souls.

Todas as funcionalidades visuais estão idênticas entre as duas consolas, excepto a resolução das sombras. A Xbox One usa uma versão de menor qualidade, criando um aspecto mais brusco nas silhuetas dos personagens. Contra fundos com muita luminosidade, destaca-se quando comparado com os contornos mais suaves da PS4. Além da queda para 900p, é a única inferiorização na Xbox One. As texturas, efeitos, mapa de reflexos, distâncias de visão e até ondas de impacto na água estão iguais nas duas.

Ambas têm oclusão ambiental screen-space, e efeitos de iluminação como raios solares regressam de Bloodborne. O motion blur foi adicionado e ao movimentar rapidamente a câmara cria um efeito que preenche o ecrã. Ao congelar o fotograma a meio do movimento, a Xbox One mostra uma versão mais brusca do efeito - um aspecto diferido das amostras tiradas de uma imagem 900p. Não é problema a velocidades mais gentis.

Visualmente favorece a PS4 e esperávamos que os sacrifícios gráficos na Xbox One significassem performance similar. A Xbox One está bloqueada a 30fps com v-sync mas sofre com quedas para meios 20s perto de efeitos de nevoeiro volumétrico e de bosses que usam os efeitos shader. Nem sempre é suave mas na maioria, o jogo aguenta-se a 30fps.

Também na performance a PS4 tem vantagem. Quase todas as áreas que são susceptíveis a quedas para 25fps na Xbox One, correm a 30fps na PS4. Apenas na aproximação ao santuário Firelink vimos a PS4 cair para 28fps (a Xbox One cai ainda mais). No geral é mais suave na PS4 mas na verdade é frustrante ver ambas a sofrerem com problemas no ritmo de fotogramas. Tal como em Bloodborne, Dark Souls 3 não se sente tão suave quanto deveria, mesmo a correr a 30fps. Os fotogramas são ordenados incorrectamente, produzindo uma sensação de gaguejo, o que esperamos ver corrigido.

Num jogo desta escala, não podemos descartar outra situação como a de Blight Town - área com quedas para 10fps na anterior geração - mas após cinco horas de Dark Souls 3, os sinais são positivos e teremos mais novidades e algo acontecer. Em termos comparativos entre as duas consolas, a divisão é clara e estabelece um precedente para a forma como se vão comportar os rácios de fotogramas no resto do jogo.

Quedas para 20fps na Xbox One durante confrontos com bosses nas muralhas de Lothric - a PS4 aguenta-se na maioria a 30fps. A consola da Sony tem melhor performance, mas sofrem com os mesmos problemas no ritmo de fotogramas como em Bloodborne.

Dark Souls 3 nas consolas - veredicto Digital Foundry

A PS4 é a versão preferida. O From Software introduz várias concessões visuais na Xbox One, baixando a resolução para 900p e reduz a qualidade das sombras e motion blur. Nenhum destes cortes estraga a experiência de forma radical, é divertido na Xbox One. No entanto, é indiscutível que a PS4 está melhor, apresentando o mundo a 1080p e com 30fps mais firmes.

É intrigante ver o motor regressar em Dark Souls 3. Vai além dos melancólicos e góticos designs de Bloodborne para entregar áreas mais vibrantes e estamos ansiosos para ver os outros locais. Colocando de lado os problemas no ritmo de fotogramas, a tecnologia dá origem a alguns dos mais espantosos conceitos de fantasia jamais vistos na PS4 e Xbox One. No entanto, o mais entusiasmante é pensar na versão PC, a correr a perfeitos 60fps.

Teremos mais sobre isso assim que possível. Dark Souls 3 chega a 12 de Abril e os que não se importam de resistir à versão Japonesa, vão ficar satisfeitos. Apenas lembrem-se de erguer o escudo quando chegar a hora.

Salta para os comentários (23)

Sobre o Autor

Thomas Morgan

Thomas Morgan

Senior Staff Writer, Digital Foundry  |  cataferal

32-bit era nostalgic and gadget enthusiast Tom has been writing for Eurogamer and Digital Foundry since 2011. His favourite games include Gitaroo Man, F-Zero GX and StarCraft 2.

Conteúdos relacionados

Já há quem jogue Pokémon Legends Arceus no Twitch

Grande parte dos detalhes do jogo estão na Internet.

Elden Ring alcançou estado Gold

Equipa trabalha agora na atualização de lançamento.

Também no site...

Elden Ring será um jogo muito difícil, mas justo

Miyzaki diz que mais pessoas o vão conseguir terminar.

Vídeo | Lootbox #45 LIVE - Em direto com a comunidade

Junta-te a nós pelas 15h de Portugal, 12h no Brasil.

Comentários (23)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários