Resident Evil 2 (remake) Destaques

ArtigoResident Evil 2 é um dos melhores remakes que já joguei - Antevisão

É um jogo moderno, mas que respeita a versão original.

Resident Evil 2 de 1998 foi o meu primeiro jogo de terror. Admito que, quando o joguei pela primeira vez, tinha uma idade inapropriada para os conteúdos violentos, sangrentos e terroríficos do jogo da Capcom (felizmente não fiquei traumatizado!), mas despertou em mim um fascínio por este género que perdura até hoje. Recordo-me bem do momento em que o Licker passa rapidamente pela janela, não sendo possível imediatamente perceber a sua forma, mas deixando-nos com o pé atrás para abrir a porta e enfrentar o que vem a seguir. Esta criatura horrenda não aparece logo a seguir à abertura da porta, mas uns metros mais à frente, surgindo do tecto, numa cinemática que gela o sangue quando vemos claramente todos as suas características horrendas: uma criatura sem pele, com uma língua gigante e dentes aguçados.

Para muitos jogadores, Resident Evil 2 remake é "apenas" mais um promissor título de alto perfil agendado para o início de 2019, mas para uma legião de fãs, é quase um sonho tornado realidade - um possível épico de belas proporções. Resident Evil 2 é um autêntico clássico, em todo o sentido da palavra, um jogo que marcou a geração na qual foi lançado e um título que marcou muitos dos jogadores que percorreram aqueles assustadores corredores da esquadra de Raccoon City.