Metal Gear Solid: The "Lost" HD Remasters

Vejam como se parecem MGS1 e The Twin Snakes em alta definição.

O lançamento de Metal Gear Solid HD Collection coloca uma questão interessante - porque está incompleto este pacote de aventuras de Snake? Apesar de MGS2, MGS3 e Peace Walker estarem prestes e corretos, o Metal Gear Solid original estranha pela sua ausência - e o seu remake Nintendo GameCube, Twin Snakes?

É o lançamento mais recente que mais intriga. Lançado em 2004 em colaboração com a Nintendo, The Twin Snakes foi o remaster do original MGS - uma perspetiva alternativa do clássico PS1, apresentando um leque de melhorias gráficas, áudio regravado com novas traduções e elementos de gameplay de MGS2 - tais como disparar na primeira pessoa - reencaixados no jogo original.

Os mestres na Konami e Nintendo, Hideo Kojima e Shigeru Miyamoto supostamente estiveram envolvidos no elaborar da gameplay, enquanto o estúdio Canadiano Silicon Knights ficou com os cargos da codificação. Como The Twin Snakes foi lançado após MGS2, que está incluído nesta HD Collection, não evitamos pensar...que aspeto teria em alta definição? Um remaster de um remaster, se quiserem.

Emulação no PC pode ajudar - até um ponto. The Twin Snakes é um dos poucos jogos que não se porta tão bem no emulador Dolphin, mas fomos capazes de o por a funcionar com uma série de ajustes às definições e muita paciência. Existem alguns erros gráficos e o áudio é um pouco fraco, mas esta é uma amostra editada de The Twin Snakes em HD.

"Se tens uma Wii ou GameCube, The Twin Snakes vale bem a pena a procura como compra complementar à HD Collection. Não está em HD, mas tem suporte para 480p."

Apenas podemos supor sobre porque a Konami decidiu não incluir The Twin Snakes na sua Metal Gear Solid HD Collection. Os créditos dizem que a produção e os direitos de autor pertencem à companhia, mas pode ser que a colaboração com a Nintendo teve o seu preço - que o jogo ficaria eternamente um exclusivo GameCube. Se tens uma Wii, ou até uma GameCube, The Twin Snakes vale bem a pena a procura como compra complementar à HD Collection. Se tens um cabo componentes, deves ser capaz de correr o jogo a 480p: um luxo não permitido aos donos de uma PS3 em Sons of Liberty e Snake Eater.

Em termos da completa ausência do Metal Gear Solid original na HD Collection, este é um puzzle que é ligeiramente mais fácil de abordar: basta olharem para ele. Alguns jogos permanecem bem em resoluções de alta definição, apresentando uma sensação retro mas parecendo na mesma bem quando recriados em 720p ou 1080p. Podemos dizer que MGS não é um desses jogos - talvez sem surpresas se considerares que o jogo foi originalmente lançado em 1998.

"O Metal Gear Solid original pode não ter resistido ao teste do tempo de uma perspetiva visual, mas é na mesma um grande jogo e um dos clássicos do final dos anos noventa."

É revelador que, apenas cinco anos depois do lançamento na PS1, a Konami tenha sentido vontade de recriar todo o jogo na GameCube. O salto dali para as consolas HD de hoje é igualmente imenso. No vídeo em cima, capturámos o jogo PS1 com precisão HDMI cortesia da PlayStation 3. Juntamente com a versão PC original, a correr a 1024x768 - o mais perto possível da resolução HD padrão (e, a resolução nativa de MGS4). Alguns efeitos framebuffer parecem ausentes, mas temos os benefícios de uma adequada correção de perspetiva, um maior nível de precisão de cor, nenhum efeito stippling e texturas realmente filtradas.

Apesar das cut-scenes não terem um aspeto tão impressionante, a gameplay HD não parece tão má e existe talvez um argumento que apesar das falhas visuais em certas áreas, é na mesma um grande jogo - na verdade, um dos mais importantes títulos da sua era - e devia ter sido incluído de alguma forma na nova Collection. Até mesmo juntando a existente versão PSN para os jogadores PS3 teria sido uma forma bem porreira de homenagear um dos grandes clássicos dos anos noventa...

Publicidade

Salta para os comentários (16)

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (16)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários