Digital Foundry: Paladins testado na PS4, Pro e Xbox One

Tal como no PC, temos 4K na Pro, e uma performance espantosa em todos os sistemas.

Relembrando imenso Overwatch da Blizzard, Paladins: Champions of the Realm da Hi-Rez Studios chegou em formato de beta aberta à PlayStation 4, Pro e Xbox One, após uma versão PC que evoluiu gradualmente desde 2015. A estética colorida, personagens, música e até o HUD reflectem muitas das escolhas do shooter da Blizzard, mas em termos de execução, Paladins é na mesma uma das melhores alternativas que já vimos. Desenvolvido por uma equipa talentosa responsável por jogos como Smite, emprega o Unreal Engine 3 com físicas havok para alcançar visuais atractivos a 60fps em todas as plataformas.

As comparações visuais são fáceis e directas: a PS4 e Xbox One correm no equivalente às melhores definições gráficas do PC, o que inclui detalhe do cenário, sombras, texturas, partículas e shaders no máximo da qualidade. Não existem diferenças ente elas, mas é preciso ter em conta que Paladins não quer oferecer tecnologia visual de topo. Começou como um jogo PC que procura a maior audiência possível, o que significa definições visuais que correm a 1080p60 mesmo nas gráficas mais baratas. É por isso que não existem compromissos na PS4 e Xbox One. Também existe um efeito halo exagerado nas lâmpadas da PS4, mas de resto, modelos de personagens, filtro de texturas - é tudo idêntico ao PC.

A única diferença entre a PS4, Xbox One e PC diz respeito ao polimento. O multijogador não tem problemas, mas o modo Tutorial e Practice na PS4 parecem ter um problema em que a IA não funciona correctamente, resultando em glitches nos movimentos - ou nenhum movimento sequer. Sem surpresa, este problema surge na PS4 Pro. Paladins está em fase de beta aberta, por isso devemos esperar correcções antes da versão final.

A Hi-Rez emprega resolução dinâmica para assegurar uma performance sólida. Assim que temos muitos efeitos alpha, a PS4 e Xbox One dão prioridade aos 60fps sobre a qualidade de imagel: ao invés de perder um fotograma, a resolução desce de forma dinâmica. É algo que apenas notamos na Xbox One, que pode descer para 1728x972 - queda de 10% em cada eixo, assim que entras em batalhas caóticas com muitos efeitos. Também são possíveis outros números, mas esse é o menor que encontramos. Tal como em Overwatch, o jogo é rápido e as quedas são difíceis de ver. A Hi-Rez Studios tomou a decisão certa ao dar prioridade à fluidez da experiência e em movimento, as quedas passam despercebidas.

Eis Paladins nas consolas. Este é um vídeo 4K, para que vejas a versão PS4 Pro a correr no seu melhor.

Durante gameplay, Paladins corre a 60fps e somente durante as repetições é que sofre com quedas, o rácio de fotogramas pode ir para 40fps na PS4. Curiosamente, a Xbox One quase nem tem problemas. Também é estranho não existir relação entre a intensidade dos efeitos e estas quedas na PS4. Todas as consolas conseguem 60fps sólidos onde importa - gameplay controlada - mas a inconsistência das repetições na PS4 é algo que precisa ser optimizado ou um bug.

Paladins na PS4 Pro é uma experiência agridoce. Se colocares o jogo a 4K tens isso mesmo: uma imagem 4K nativa com resolução dinâmica, desce em momentos de maior stress. A resolução mais baixa que encontramos foi 3264x1836, uma queda de 85% em cada eixo. Nada mau e o conversor de resolução não é agressivo - a maioria das contagens foi de 4K nativa.

É uma bela actualização na PS4 Pro. A contra-partida é que não existem melhorias gráficas; é o mesmo jogo em termos visuais, mas agora a 4K. Talvez seja esperado tendo em conta que já alcançamos o topo das definições PC, mas a subida na resolução deve chegar para satisfazer a maioria dos jogadores PS4 Pro.

Paladins faz um esforço maior do que Overwatch, onde o melhor é mesmo HUDs a 4K, e um salto na qualidade do filtro de texturas. Pode ser o menos conhecido dos dois, mas Paladins faz um esforço muito maior pelos jogadores PS4 Pro. O lado mau do suporte Pro da Hi-Rez está para quem tem ecrãs 1080p - não existe down-sampling, significando que a experiência é essencialmente idêntica à da PS4 base.

Não devia ser assim. Paladins corre de forma brilhante mesmo em PCs modestos, e devíamos ter mais. Testamos Paladins num processador Pentium G4560 com uma GTX 1050 com 2GB VRAM a velocidade normal, que facilmente corre o jogo a 1080p, maximizado e 4x anti-aliasing. É uma máquina modesta e nem usamos a versão Ti da gráfica, conseguimos facilmente 1080p60 - por vezes com apenas 50% do uso da GPU. O jogo está feito para correr em PCs de baixa gama, ninguém é abandonado. Mas deixa-te a pensar no poder não aproveitado numa consola como a PS4 Pro - com uma GPU muito mais poderosa.

Quem tem um ecrã 4K não sofre com este problema e é encorajador ver outro jogo Ultra HD na Pro, a 60fps. Tendo em conta a PS4 base e a Xbox One, é bom ter 60fps como prioridade - como deveria ser. Paladins pode ter uma enorme montanha para escalar ao confrontar um fenómeno da indústria como Overwatch, mas a nível técnico, o jogo foi bem convertido para todas as máquinas, e com melhor suporte para 4K a PS4 Pro do que o jogo da Blizzard. É rápido, divertido e gratuito. Passamos um bom tempo com ele e recomendamos que pelo menos experimentes Paladins.

Publicidade

Salta para os comentários (6)

Sobre o Autor

Thomas Morgan

Thomas Morgan

Senior Staff Writer, Digital Foundry

32-bit era nostalgic and gadget enthusiast Tom has been writing for Eurogamer and Digital Foundry since 2011. His favourite games include Gitaroo Man, F-Zero GX and StarCraft 2.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Metro Exodus - Quais as melhores armas do jogo?

Explicamos-te ainda como personalizar e limpar as tuas armas.

Metro Exodus - Todas as localizações dos Postais

Descobre a localização dos 21 postais em Metro Exodus.

Metro Exodus - Onde procurar todos os Diários

Onde encontrar as 71 páginas de Diário em Metro Exodus.

Comentários (6)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários