Multi-jogador de Cyberpunk 2077 poderá não ser apresentado

A CD Projekt RED diz que sem qualidade, nada feito.

Cyberpunk 2077 chegará às lojas em 2020 como um jogo singleplayer, mas a possibilidade de receber modos multi-jogador após o lançamento ainda continua na mesa.

No passado mês de Julho, Adam Kiciński da CD Projekt RED comentou que cerca de 40 pessoas estavam a testar possibilidades para o multi-player, como parte dos esforços além dos que estão envolvidos no jogo principal.

Marthe Jonkers da CDPR está presente na Gamescom 2019 e em conversa com o Eurogamer afirmou que ainda estão a investigar as possibilidades e que o multi-jogador em Cyberpunk 2077 não é algo definitivamente assegurado.

"Estamos a estudar o multiplayer, mas estamos focados na experiência singleplayer, é isso que terás em 2020. Não significa que estamos a negar o multiplayer, mas também não significa que o estamos a confirmar. Ainda está numa fase de pesquisa."

Desde 2013 que a CDPR fala na possibilidade de implementar modos multi-player em Cyberpunk 2077, mas até ao momento, não foi apresentado algo definitivo ou concreto.

"Se adicionares funcionalidades multiplayer, terá de ser bem feito. A imersão é altamente importante para nós e temos de ter a certeza que tudo se encaixa. A experiência singleplayer, que tudo se encaixa. Não vamos simplesmente espetar ali uma funcionalidade multiplayer e está feito".

"É possível que se não se encaixar, não encaixa. Jamais faríamos para Cyberpunk algo que não está, pelo menos, no padrão de The Witcher . Não sei o que reserva o futuro, mas vamos assegurar que tudo o que fazemos será de alta qualidade."

Ao longo dos últimos anos, a CD Projekt RED expandiu e é composta agora por cerca de 400 pessoas, quase o dobro do que era, o que permite à companhia experimentar ideias e isso é algo que consideram necessário, especialmente para os sistemas mais complexos de Cyberpunk 2077.

"A equipa de The Witcher tinha perto de 200, não sei o número exacto. Mas agora somos perto de 400, podemos fazer muito mais e é isso que estamos a fazer com Cyberpunk," diz Jonkers. "The Witcher foi um jogo em mundo aberto, mas agora temos um jogo em mundo aberto com uma liberdade totalmente diferente no gameplay".

"The Witcher tinha Geralt e tinhas este personagem, o seu estilo de luta, as suas relações, o seu passado. Neste jogo, adicionamos esta liberdade no teu personagem, o tipo de relações que podes ter, a história que se ramifica em diferentes direcções, com múltiplos finais. Muito mais ambicioso e uma equipa muito maior."

Publicidade

Salta para os comentários (5)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

The Game Awards 2019 - Eis os nomeados

Já escolheste os vencedores?

Nintendo Black Friday - Promoções digitais arrancam a 22 de Novembro

Zelda: Breath of the Wild, Super Mario Odyssey, Dragon Ball FighterZ e mais.

The Lord Of the Rings Season 2 confirmada

Mesmo antes da estreia da primeira.

Também no site...

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários