Director de Assassin's Creed Origins falou sobre o sistema de progressão e mecânicas

Objectos e meio envolvente serão de grande utilidade para os jogadores.

Depois de muitos rumores e especulação o novo Assassin's Creed foi apresentado na E3 2017 surpreendendo muita gente pela sua qualidade gráfica e atenção às mecânicas que a equipa de desenvolvimento na Ubisoft colocou para marcar um antes e um depois na franquia.

Assassin's Creed Origins contará com sistema de desenvolvimento, quer apostes mais no combate ou optes por ser um assassino silencioso, o jogo vai levar-te a subir o nível das habilidades especificas que necessitas para aventurares-te pelo Egipto. Recentemente Ashraf Ismail, director do jogo, falou com o GamingBolt sobre este sistema e os estilos de jogo.

Durante a entrevista Ashraf Ismail destacou a furtividade presente no jogo e na forma como poderás desenvolver as tuas habilidades se optares por este tipo de abordagem. Primeiro ele falou em termos gerais da implementação de um sistema de dprogressão similar ao visto em jogos RPG.

"Temos falado muito sobre o combate, mas a furtividade também está presente de igual modo. Penso que algo que irá surpreender as pessoas é a adição de grandes elementos RPG no jogo. A razão por detrás disto é dar suporte aos diferentes estilos de jogo que são do gosto de quem joga Assassin's Creed. Agora temos um sistema progressivo para todos".

Posteriormente Ismail referiu-se à forma como o novo sistema se integra ao estilo de jogo de Assassin's Creed: Origins.

"Se quiseres ser um guerreiro, óptimo, terás habilidades, terás equipamento e terá a opção de criação. Se quiseres ser um assassino silencioso terás o mesmo. Se escolheres ser um guarda com um arco também terás essas opções. Poderás fazer combinações e ser o tipo de herói que queiras. A decisão é do jogador".

No que diz respeito ao estilo de jogo baseado na furtividade, o director de Assassin's Creed: Origins destacou que, "Em termos de estilo, o que isto significa é que se quiseres ser o tipo de assassino que acaba com os seus inimigos com um só ataque, terás que te dedicar a isso. Tens que desenvolver as habilidade que te permitam fazer isso, não se trata apenas de esconderes-te e apanhar um inimigo pelas costas."

"Em relação ao mecanismo furtivo, modificámos o sistema de detecção. Queremos que os jogadores joguem 'ao gato e ao rato' com a inteligência artificial. Por exemplo, tens uma tocha, tu podes atirá-la e um guarda vai investigar, ou podes atirá-la para um palheiro e iniciar um pequeno incêndio que irá atrair muitos guardas. A ideia é que as situações se passem de forma orgânica, chamar a atenção dos inimigos e esconderes-te. Jogámos muito com esse tipo de coisas".

Assassin´s Creed: Origins chegará à PS4, Xbox One e PC no dia 27 de Outubro.

Salta para os comentários (21)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (21)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários