Naruto Ultimate Ninja Storm

Ultimate Naruto Storm.

Naruto é um dos maiores fenómenos da animação Japonesa da actualidade. Uma série animada, baseada num manga também de enorme sucesso, que já conta com mais de 200 episódios, repleta de momentos marcantes protagonizados por algumas das personagens mais carismáticas que a animação Japonesa nos deu nos últimos tempos.

Rapidamente Naruto se aventurou pelo mundo dos videojogos e já passou por várias consolas como a Playstation 2, Xbox 360, Nintendo DS ou PSP, e agora vai-se estrear na Playstation 3 num jogo muito ambicioso a cargo da Namco Bandai. Como prometido, a demo chegou e agora podemos tomar um pequeno gosto daquilo que deverá ser a experiência Naruto nesta consola. Um experiência que se deverá dividir em secções de exploração e aventura e secções de combate.

A vontade de experimentar a demo era enorme, não estivesse aqui um grande fã desta série, e depois de várias promessas e expectativas, podemos agora finalmente desencadear o nosso potencial ninja.

A demo deixa-nos escolher entre Naruto, o jovem ninja que aspira a tornar-se no melhor da sua aldeia, e Kakashi, um dos melhores ninjas da aldeia de Konoha e o líder da equipa à qual Naruto pertence. Desde já queremos agradecer a possibilidade de escolher as vozes originais Japonesas pois com todo o respeito para os actores que fizeram a dobragem para Inglês, ficamos completamente assustados. Tal é remediado e assim o esperamos na versão final.

Passando para o que interessa, vamos falar do que importa. Nesta nova geração, o potencial para elevar a novos patamares jogos como este é enorme e a componente visual é um dos principais factores nesse processo.

Visualmente a Namco Bandai propôs-se a reduzir a um mínimo a barreira que separa um videojogo de um desenho animado. Esta foi uma das características que mais nos entusiasmou pois nesta nova geração as expectativas de qualidade tendem a subir bem alto. A Namco Bandai triunfa neste seu objectivo mas não sem mácula, isto devido ao elevado [i]aliasing[/i] que afecta o jogo. Podemos mesmo comparar com o já lançado Dragon Ball Z Burst Limit, ambos jogos de luta inspirados em animes e ambos com ambições gráficas similares, que apresenta também alguns problemas neste aspecto, mas não tão gritantes quanto neste Ultimate Ninja Storm. Apenas um pequeno senão pois de resto, o resultado é muito positivo.

2
Um boss extremamente difícil.

Mantendo-se fiel ao anime, o jogo é muito colorido e os combates são dotados de dinamismo e intensidade graças à fluidez com que o jogo consegue correr. As animações estão fantásticas e ver os personagens em movimento é quase como assistir a um desenho animado. O tal efeito pretendido pelos criadores.

Perto de um desenho animado visualmente, longe de um jogo de luta tradicional na forma de jogar. Ao contrário da maioria dos jogos do género, em Ultimate Ninja Storm a perspectiva não assume a tradicional posição lateral. Aqui assistimos aos combates de várias perspectivas diferentes que se vão alterante conforme o decorrer dos combates. Iniciando atrás do nosso personagem, a camera movimenta-se entre vários ângulos tentando oferecer ao jogo a intensidade e adrenalina do desenho animado.

Salta para os comentários (7)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Jogos Project Zero poderão receber mais remasters

Koei Tecmo ficou surpresa com as reações.

Netflix não comprará estúdios de jogos a torto e a direito

Estará atenta a oportunidades que façam sentido.

Abertas as reservas para Cotton 100% e Panorama Cotton

Strictly Limited Games e ININ Games celebram 30 anos da série.

Vídeo | Lootbox #34 LIVE - Em direto com a comunidade

Junta-te a nós pelas 16h de Portugal, 12h no Brasil.

Comentários (7)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários