PlayStation, Xbox e Valve recebem pedido para não apoiar Six Days in Fallujah

De um grupo de apoio aos muçulmanos nos EUA.

A PlayStation, Xbox e Valve receberam um pedido para não apoiar Six Days in Fallujah.

O Conselho para as Relações Américo-Islâmicas (CRAI), o maior grupo de defesa dos direitos Muçulmanos nos Estados Unidos da América, emitiu um comunicado no qual pede para que este jogo não seja apoiado de forma alguma pela indústria dos videojogos.

O CRAI alega que Six Days in Fallujah é um "simulador para assassinar árabes" e indica o artigo do IGN IGN, chamado "Six Days in Fallujah é complicado e doloroso para quem tem ligações aos evento reais" e ainda para um artigo do turco TRT World onde podes ler que "Six Days in Fallujah revela o problema da islamofobia na indústria dos videojogos".

Segundo diz, este jogo vai ajudar a "normalizar a violência contra os Muçulmanos na América e em todo o mundo".

"Videojogos como Six Days in Fallujah apenas servem para glorificar a violência que tirou a vida a centenas de civis iraquianos, justificar a guerra no Iraque e reforçar o sentimento anti Muçulmano numa altura em que a intolerância contra os Muçulmanos continua a ameaçar vidas humanas," diz o porta voz Huzaifa Shahbaz .

Tal como o lançamento original, a tentativa de ressuscitar Six Days in Fallujah está a ser altamente criticada e o CRAI apela que a PlayStation, Xbox e Valve não apoiem o lançamento.

Salta para os comentários (43)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (43)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários