Kojima agradece à Konami pelo que aprendeu na companhia

Fala das dificuldades em reiniciar.

Hideo Kojima falou sobre as dificuldades que enfrentou quando saiu da Konami e como, apesar de tudo, respeita a companhia e está agradecido por tudo o que aprendeu no tempo que passou lá.

Kojima, criador Japonês que desenvolveu Death Stranding para a PlayStation 4 - pronto para o lançamento a 8 de Novembro, falou com a Famitsu, obrigado ao Kotaku, sobre o processo de reiniciar a sua carreira como criador independente e como isso foi difícil.

"Foi há três anos e nove meses que me aventurei por conta própria", diz Kojima.

"Na altura, tinha 53 anos de idade. É uma idade na qual pensarias na reforma, certo? A minha família também estava contra a ideia de criar um novo estúdio. Era um tipo de meia idade, com 53 anos, não tinha qualquer dinheiro ou muito de qualquer coisa, era apenas eu a dizer que ia criar este jogo em mundo aberto."

"Mesmo quando fui ao banco, não conseguia um empréstimo. Eles diziam-me, 'Sabemos que é famoso, mas não tem quaisquer resultados.' Este é o tipo de país que é o Japão."

No entanto, Kojima encontrou um grande fã seu no maior banco Japonês e conseguiu o financiamento para iniciar a construção do seu novo estúdio, mas foi apenas um etapa de muitas. Kojima teve até dificuldade em convencer as famílias dos seus funcionários a deixarem os maridos e esposas trabalharem para ele, o que o forçou a procurar um escritório num bom edifício.

No Japão, Kojima não é tão famoso quanto possas pensar e muito senhorios nem sequer sabiam quem era e não estavam confiantes. Só quando encontrou outro fã seu é que conseguiu o actual escritório.

Essas batalhas que travou quando deixou a Konami não o deixam amargurado com a companhia, preferindo agradecer pelo que aprendeu lá.

"A razão pela qual sou quem sou são os 30 anos que estive na Konami. Estou grato à Konami e não posso negar essa ligação."

Publicidade

Salta para os comentários (56)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

The Game Awards - Todas as novidades numa página

A Xbox Series X, os vencedores, jogos PS5 e mais.

Sekiro nomeado o Jogo do Ano nos Game Awards 2019

Disco Elysium foi um dos grandes nomes da noite.

Senua's Saga: Hellblade II anunciado para a Xbox Series X

Trailer feito com o motor do jogo é impressionante.

Ghost of Tsushima chegará no Verão de 2020

Viagem ao Japão garantida entre Junho e Setembro.

Também no site...

Comentários (56)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários