Death Stranding não é um Walking Simulator

Kojima defende que terás de o jogar para o entender.

Hideo Kojima afirma que está prestes a apresentar um novo jogo com um conceito e estilo próprio, o que torna difícil explicar o que é Death Stranding e ainda mais difícil de o inserir num género.

Perante a insistência em tentar colocar Death Stranding dentro de um género já conhecido e de contextualizar as suas mecânicas gameplay de acordo com padrões já estabelecidos, muitos começaram a dizer que se trata de um simulador de caminhadas.

Isto é algo que Kojima rejeita e diz que, tal como aconteceu com Metal Gear Solid e o stealth, terás de jogar Death Stranding para entender este novo estilo de jogo que criou.

Segundo diz Kojima, Death Stranding liberta-se de mecanismos nascidos de restrições e fala de como transformou alguns conceitos da indústria para dar forma ao que considera ser a essência do jogo.

"Por exemplo, em qualquer jogo, podes transportar quantos itens quiseres - mesmo em Metal Gear, não tinha limite. Claro que não o podemos fazer na vida real, certo? Tens de escolher uma garrafa ao subir uma montanha. É por isso que o coloquei no jogo; muitos jogos descartaram esse tipo de regra. Desta vez, se estás num rio, podes ser puxado pela corrente, isso acontece na vida real."

"É esse tipo de funcionalidade e mecanismo que tentei recriar, onde noutros jogos - mesmo nos meus anteriores jogos - tinham de deformar de algum jeito."

Kojima falou ainda na liberdade de movimentos e do seu mundo aberto, com total liberdade para ser explorado, algo que está a suscitar críticas de um simulador de caminhadas.

"Outra coisa sobre ele é que podes ir a qualquer lugar no mundo. É um mundo aberto. No passado, mesmo em jogos de 'mundo aberto', existiam limitações e não podias ir mais além. Eram criados vales onde não podias ir. Mas neste jogo, podes ir para todo o lado."

"Podes estabelecer rotas e gostas de saber que podes ir mais além. Neste jogo, penso que não o vais compreender se apenas disser isto, mas assim que começares o jogo, simplesmente caminhar por ele é divertido. O que eu percebi é que, quando monitorizava as sessões de teste - mesmo dos funcionários - eles não entenderam isto à primeira. Mas quando começaram a jogar, o simples caminhar é mesmo muito divertido."

"Agora vai tudo dizer, 'Oh, é um simulador de caminhadas'!"

"Foi o mesmo quando apresentei um jogo stealth. Se 100 pessoas o jogarem e 100 pessoas disserem que é divertido, significa que o género ou o jogo já existem. Mas este é um novo género - tal como o stealth na sua primeira vez, existirão pessoas que não o compreendem- Levará tempo até as verdadeiras avaliações chegarem."

Death Stranding chegará à PS4 a 8 de Novembro.

Publicidade

Salta para os comentários (71)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

The Game Awards 2019 contará com 10 anúncios inéditos

"Coisas das quais ainda não ouviste falar".

Estúdios third-party podem agora criar jogos de League of Legends

Riot Games abre o seu universo a outros produtores.

Rumor - Microsoft e Sony perderam o receio do Google Stadia após lançamento atribulado

Mas conversaram frequentemente sobre os riscos que o serviço representava.

Xbox Game Pass receberá PES 2020 em Dezembro

Revelados os jogos para consola e PC.

Também no site...

Comentários (71)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários