Kojima insiste que Death Stranding não é um jogo stealth, é um novo género

É um "Social Strand System".

Se te sentes confuso com o que esperar de Death Stranding, é perfeitamente normal. Hideo Kojima, o criador do jogo, reafirmou que este é um género novo e sem nada igual.

Após a sua passagem pela Gamescom 2019, Kojima está de volta a Tóquio para liderar a sua Kojima Productions, que está na fase final do desenvolvimento de Death Stranding para que o possa colocar nas lojas a tempo do lançamento, agendado para 8 de Novembro.

No entanto, perante as inúmeras questões dos seus seguidores que querem formar uma melhor ideia do gameplay de Death Stranding, Kojima voltou a explicar que este é um novo género e que não é um jogo stealth, mesmo que tenha elementos desse género.

"Uma vez que me perguntam imenso por isto, Death Stranding é diferente de um jogo stealth," diz Kojima.

"Podes desfrutar da Perspectiva na Primeira Pessoa, mas não é um Jogo de Tiros na Primeira Pessoa. É um novíssimo género que adaptou o conceito de ligação no que chamamos Jogo de Acção, um Strand Game (Social Strand System)."

Kojima disse ainda que não deve ser o autor a criar o nome de um novo género, mas diz que tinha demasiado gosto em criar o nome e relembra o que fez com Metal Gear Solid, que chamou de Tactical Espionage Action antes de ser considerado um jogo Stealth.

"Sei que o nome de um novo género não deve ser criado pelo autor, que deve surgir mais tarde, mas perdoem-me porque eu gosto mesmo de lhe dar nomes."

"Tal como dei o nome de Tactical Espionage Action a Metal Gear antes de o categorizar como um jogo Stealth. Dei o nome de Social Strand System a Death Stranding. 👍"

Se tiveste a oportunidade de assistir à cutscene apresentada na Gamescom 2019, na qual é explicada a missão de Sam, sabes que terá de chegar a Edge Knot City para recuperar o corpo de Amelie e pelo caminho, ligar as cidades da UCA à rede online.

Kojima partilhou mais detalhes sobre o enredo de Death Stranding e dos membros da BRIDGES, o grupo que ajudará Sam a cumprir a missão.

"A BRIDGES foi formada para reconectar a sociedade fracturada," diz Kojima.

"Mama, Heartman e Deadman são personagens únicos e membros da BRIDGES que apoiam Sam. E o BB com Sam, segue à força uma jornada do Este para Oeste. Eles, Sam incluído, têm uma história triste no seu passado."

Death Stranding chegará a 8 de Novembro e talvez encontres algumas similaridades com o que Kojima fez em Metal Gear Solid, especialmente nos grupos de suporte e elenco envolvente, mas em termos de gameplay, estamos ansiosos para descobrir o que imaginou.

Publicidade

Salta para os comentários (54)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Star Wars Jedi: Fallen Order corre a 1260p na PS4 Pro

Na PS4 corre a 900p com resolução dinâmica.

The Mandalorian e Death Stranding combinados em grande estilo

BossLogic apresenta uma homenagem bem especial.

Anthem será remodelado e relançado, diz rumor

Bioware prepara ainda novo Mass Effect.

Days Gone distinguido pela sua narrativa nos Golden Joystick Awards

Actualização: Resident Evil 2 eleito Jogo do Ano.

Star Wars Jedi: Fallen Order corre a 1440p na Xbox One X

Podes optar por modo 1080p com rácio de fotogramas variável.

Também no site...

Comentários (54)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários