Depois da previsão de ontem, a Famitsu confirma que Super Smash Bros. Ultimate vendeu mais de 1.2 milhões de unidades físicas no Japão.

Lançado a 7 de Dezembro em todo o mundo, Super Smash Bros. Ultimate é o novo exclusivo Switch da Nintendo e promete tornar-se num dos mais populares jogos para a consola híbrida.

As previsões indicavam mais de 1.3 milhões de vendas e Super Smash Bros. Ultimate ficou muito perto.

As informações avançadas pela Famitsu confirmam 1,238,358 unidades físicas vendidas entre 7 e 9 de Dezembro no Japão.

Esta é a maior estreia num jogo Nintendo Switch e a maior estreia na série Super Smash Bros. no Japão.

O entusiasmo em torno deste lançamento era imensa e nas semanas que antecederam a sua chegada às lojas, as vendas da Nintendo Switch dispararam no Japão, mas esta semana a consola registou um dos seus melhores valores.

Foram vendidas 278,313 unidades da consola Nintendo Switch, cerca de 2.6x o valor da semana anterior, o que revela bem a popularidade da consola em semana de Super Smash Bros. Special (nome de Ultimate no Japão).

Este novo exclusivo da Switch recebeu o selo de Obrigatório na nossa análise e recebeu diversos elogios.

"Super Smash Bros. Ultimate é mais do que um sensacional brawler cujas bases simples são apenas a porta para um gameplay dinâmico e com surpreendente profundidade, é uma celebração da Nintendo e da indústria Japonesa num formato híbrido. Transportar um jogo desta qualidade contigo dá todo um novo sentido ao formato portátil. A qualidade gráfica poderá não dar a sensação de um jogo totalmente novo, mas o World of Light, os Spirits, o modo Smash, Classic e Mob Smash asseguram que a diversão não terminará tão cedo. É um caso sério de diversão na tua Nintendo Switch."

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão

Comentários (10)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Publicidade