A Nintendo anunciou que encerrará o Creators Program que facilitará a vida para os YouTubers.

O anúncio foi feito no site da Nintendo, que partilhou uma vontade em facilitar a vida para quem quer criar conteúdos e monetizar os seus vídeos onde apresentam conteúdo da Nintendo.

Quem faz vídeos com propriedades intelectuais da Nintendo não precisará submeter o seu conteúdo para este programa, mas terão na mesma que respeitar as novas regras e normas da Nintendo.

Quem realizar vídeos com conteúdo da Nintendo, terá de apresentar vídeos e comentário criativo, o que significa que não poderás simplesmente gravar gameplay e apresentá-lo sem edição ou comentário.

Este programa foi introduzido em 2015 e permitia aos criadores de conteúdos receber 60% das receitas de publicidade originadas em vídeos feitos com propriedade intelectual da Nintendo ou 70% se designassem todo o seu canal.

O Creators Program foi criado em resposta às críticas que a Nintendo estava a tentar reclamar todas as receitas feitas através de vídeos que usavam as suas propriedades intelectuais, mas também gerou alguns problemas.

Vários Youtubers queixaram-se da necessidade de remover vídeos não Nintendo para receber aprovação para o canal, outros queixaram-se de uma grande queda nas receitas, enquanto outros tiveram problemas em obter aprovação.

Segundo avançado pelo Polygon em 2017, o lançamento de jogos como Super Mario Odyssey e Zelda: Breath of the Wild trouxeram novos problemas quando os Youtubers receberam avisos relacionados com direitos legais e não foram capazes de transmitir em directo estes jogos.

Perante o iminente lançamento de Super Smash Bros. Ultimate, isto é uma boa notícia.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.