God of War está prestes a chegar às lojas. Se há uns dias já era um dos jogos mais aguardados de 2018, a chegada das análises, incluindo um Obrigatório da nossa parte, apenas veio confirmar que o novo título da Santa Monica Studios já tem um lugar garantido entre os melhores do ano. A aventura de Kratos pela mitológia nórdica é memorável, entusiasmante e repleta de surpresas, mas se queres aproveitar ao máximo aquilo que o jogo tem para te oferecer, existem alguns truques, dicas e conselhos que deves seguir.

Esta lista de dicas e conselhos para God of War não tem qualquer spoiler para a história, podes ler descansado. Os assuntos que vamos abordar estão relacionados com a estrutura do mundo, combate, personalização de Kratos e Atreus, e definições que podes alterar. Coisas como personagens que vais encontrar e acontecimentos importantes não serão abordados. Resta dizer que estas dicas e conselhos têm por base a nossa própria experiência. Jogámos God of War durante dezenas de horas, chegamos ao fim da história, e completamos quase todas as actividades opcionais.

1. Investe na exploração

O novo God of War não é um jogo linear como os anteriores e durante a aventura encontrarás muitas oportunidades de exploração. É importante ficar atento ao cenário para não perderes caminhos opcionais e cofres com loot. Existem muitos cofres que só podem ser abertos mediante a resolução de um puzzle. Alguns puzzles são simples, outros mais complicados, mas serás sempre recompensado pelo tempo que gastaste com experiência, prata, materiais de crafting, novos ataques runicos para o machado ou peças de armadura. A exploração também é uma forma de aprender mais sobre a nova mitologia.

GOW_LaunchScreen3_1523434377
O mundo de God of War vai ficando maior à medida que progrides na história.

2. Não percas tempo e recursos a melhorar peças de armadura verdes e azuis

Os equipamentos de God of War estão divididos em quatro categorias, cada uma simbolizada por uma cor diferente: verde, azul, roxo e amarelo. A ordem de qualidade está da esquerda para a direita, querendo dizer que os equipamentos verdes são os piores e que os amarelos são os melhores. Os equipamentos verdes e azuis são aqueles que vais encontrar nas primeiras horas, enquanto os amarelos estão reservados para a recta final e actividades de end-game. Todas os equipamentos podem ser melhorados, mas não vale a pena gastar recursos nas primeiras armaduras que encontrares.

God_of_War___Armadura
As armaduras Lendárias e Exóticas são as melhores.

3. Não te esqueças de desbloquear novas habilidades para Atreus

Kratos continua a ser o protagonista e a única personagem jogável em God of War, mas Atreus é uma parte importante do sistema de combate. Embora não consigas controlar directamente Atreus, podes dar-lhe ordens para disparar flechas contra os inimigos no teu campo de visão ao carregares no quadrado. Ao melhorares a árvore de habilidades de Atreus, terás mais flechas em reserva e poderás usá-las mais frequentemente. Eventualmente, Atreus também terá acesso a ataques rúnicos e a outras habilidades como agarrar os inimigos pelas costas.

4. Podes congelar inimigos ao atirar o machado contra eles

O machado de Kratos tem uma habilidade que dá jeito quando estás a enfrentar muitos inimigos ao mesmo tempo. Ao atirares um machado contra um inimigo, ele ficará congelado e imóvel durante algum tempo, deste modo, poderás concentrar-te noutros adversários. Não precisas do machado para combater, visto que Kratos pode usar as suas mãos e escudo. Esta habilidade do machado não funciona em todos os inimigos, no entanto, é possível interromper a animação de praticamente todos os ataques se atirares o machado contra a cabeça. Isto funciona até em alguns bosses.

5. É fácil regressar a todos os locais por onde passaste

Embora a exploração seja importante, não tenhas medo de avançar. Se deixares ficar alguma coisa para trás, poderás regressar atrás mais tarde. Aliás, vais encontrar alguns puzzles e áreas no início às quais será impossível aceder imediatamente, portanto, o jogo já foi desenhado de propósito para voltares atrás e explorar novamente os locais por onde já passaste. Felizmente, o mapa do jogo tem uma lista que te diz aquilo que já descobriste e o que está em falta. Também existe um sistema de viagens rápidas que facilita o regresso a áreas anteriores.

GOW_LaunchScreen4_1523434374
O jogo foi desenhado para te deixar regressar a áreas anteriores.

6. O modo de desempenho da PS4 Pro é o melhor

A PlayStation 4 Pro é a plataforma plataforma para desfrutar de God of War, não pelo 4K dinâmico, mas pelo modo de desempenho. Se tens uma PlayStation 4 Pro poderás escolher entre dois modos de desempenho nas definições: o modo resolução e o modo de desempenho. O modo de resolução dá primazia à resolução, colocando o jogo a correr com 4K checkerboard e a 30 fotogramas por segundo. O modo de desempenho mantém os 1080p da PS4 padrão mas aumenta o rácio de fotogramas por segundo. Como dissemos na nossa análise, não chega aos 60 fotogramas por segundo, mas fica, sem dúvida, mais fluído. A diferença é notável.

GOW_LaunchScreen8_1523434376
A framerate mais elevada do modo de desempenho da PS4 Pro faz-se sentir nos combates.

7. Podes manter os inimigos no ar, atirá-los para fora do cenário e atordoá-los

Existem inimigos mais fortes do que outros e a dificuldade vai aumentado regularmente até ao fim, obrigando a explorar todas as possibilidades dos combates. Uma das formas mais eficazes de causar muito dano a um inimigo é mantê-lo no ar, local onde fica completamente indefeso. Depois de lançares um inimigo para o ar, podes continuar a acertar-lhe, seja com os golpes de Kratos, seja com as flechas de Atreus. Também podes atirar inimigos para fora do cenário, desde que as circunstâncias o permitem. Atordoá-los é outra possibilidade, e caso isto aconteça, vais perceber que podes fazer um ataque visceral se carregares no R3. Este tipo de ataques matam instantaneamente a maioria dos inimigos.

8. A Fúria de Espartano de Kratos é uma forma de recuperar vida em situações críticas

Perdi conta ao número de vezes em que a Fúria de Espartano de Kratos me salvou a vida em confrontos complicados. Precisas de desbloquear uma certa habilidade para que isto aconteça, mas assim que o fizeres, poderás ganhar vida quando activas o modo "enraivecido de Kratos". Neste estado de fúria, Kratos recupera uma pequena quantidade de vida a cada golpe que acerta nos adversários. Se acertares golpes suficientes, podes recuperar uma porção considerável da vida e terminar o confronto sem morrer. Considera guardar a Fúria do Espartano para quando realmente precisares dela.

GodOfWar_ps4
Guarda a fúria de Kratos para quando realmente estiveres em perigo de vida.

9. Spammar o botão de ataque não compensa

Sim, eu sei... isto é um God of War e metralhar o botão de ataque pode tornar-se num vício, mas na realidade, o novo estilo de combate recompensa uma abordagem mais calma. Claro que atacar é a única forma de causar dano aos adversários, mas os contra-ataques também são importantes. Com o seu escudo instantâneo, colocado no braço esquerdo, Kratos consegue-se defender-se e fazer parry aos ataques dos inimigos. O parry é mais importante do que nunca e deixa a defesa dos adversários completamente aberta. O parry será uma mecânica crucial para alguns adversários que encontrarás já depois do final, portanto, começa a praticar o quanto antes.

GOW_LaunchScreen2_1523434373
Se carregares no botão de defesa no momento certo, fazes parry ao ataque do inimigo.

10. Conhecer a história dos jogos anteriores é importante

Em grande parte, o novo God of War é um reset, mas a Santa Monica Studios não descartou o legado de Kratos e existe alguma bagagem dos jogos anteriores que permite compreender melhor alguns pormenores e a personalidade / comportamento de Kratos. O novo jogo decorre anos depois do final de God of War 3 e estar a par dos eventos anteriores é uma vantagem e vai permitir que desfrutes ainda mais da experiência. Não existe um resumo no jogo dos eventos anteriores, pelo que a única solução é jogares a trilogia (os jogos da PSP e Ascension não são realmente necessários) ou encontrares um resumo.

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro

Comentários (27)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Últimas

Guerrilla Games dá os parabéns à Santa Monica por God of War

E partilha um desenho incrível nas redes sociais.

Wonder Boy: The Dragon's Trap já disponível em caixa

Jogo em formato físico, manual retro, CD com a banda sonora e pulseira para o telemóvel

Publicidade