Attitude Era regressa com WWE'13 - Antevisão

Presente e passado unidos num só jogo.

WWE' 13 é o primeiro jogo da série a abordar o presente e o passado em simultâneo, unindo duas épocas completamente diferentes do universo WWE. De um lado está a chamada Attitude Era, que para muitos fãs representa a era dourada do Wrestling, e do outro lado, está a era Atual, em que CM Punk, Sheamus, The Miz, e John Cena são as caras de destaque e os favoritos dos fãs.

Foi na Attitude Era que nasceram lendas como Stone Cold Steve Austin, The Rock e Mankind. Hoje nenhum deles pertence à WWE, ainda que o The Rock tenha regressado para combater contra John Cena na Wrestlemania XXVIII, mas não passou de uma exceção. Ao longo dos anos, nos jogos posteriores a WWE SmackDown! Here Comes the Pain, os lutadores da Attitude Era têm sido incluídos como lendas, nunca ocupando papel importante em qualquer um deles.

Em WWE '13 a Attitude Era terá direito ao seu próprio modo, substituindo o modo Road to Wrestlemania que fui introduzido em Smackdown vs Raw 2009 e que tem marcado presença todos anos até ao jogo mais recente WWE '12. Não quer isto dizer que a era atual da WWE seja menosprezada, continuará a haver o WWE Universe, que este ano será atualizado para a versão 3.0 introduzindo novidades. Infelizmente, o WWE Universe 3.0 não foi demonstrado durante a apresentação do jogo no evento da THQ em Dublin.

O modo Attitude era recriará os momentos mais marcantes daquela época. Sabemos que nos combates os jogadores poderão optar por executar determinadas ações pedidas pelo jogo (semelhante ao modo Ultimate Fights de UFC Undisputed 3) e desbloquear conteúdos bónus, como pequenos segmentos retirados dos programas televisivos da WWE na Attitude Era. Os lutadores já confirmados para este modo são Stone Cold Steve Austin, The Rock, Mankind e Undertaker. O Undertaker ainda se encontra ativo no mundo do wrestling, mas não será a primeira vez existem duas versões distintas num jogo da WWE. Mike Tyson também é um dos lutadores confirmados, mas é um exclusivo para as pré-compras. A sua presença é talvez um pista que os DX possam vir a ser incluídos.

Na apresentação em Dublin, os produtores de WWE '13 preferiram concentrar-se na jogabilidade do que nos modos. Este ano a Predator Tecnology introduzida em WWE '12 regressa. Para continuar a evolução em busca de uma jogabilidade mais fluída e fresca, cem novas animações foram implementadas. Uma das novidades para a edição de 2013 são os momentos "OMG!" espalhados pela arena. Os momentos "OMG!" são os mais arriscados no mundo do Wrestling e passam por executar finishers em cima das mesas dos comentadores, partir as barricadas que separa o público do ringue, ou partir o ringue com um superplex entre dois pesos pesados.

Alguns dos momentos "OMG!" não são propriamente novos. Coisas como executar finishers em cima das mesas dos comentadores já era possível em jogos anteriores, apenas não tinham um nome especial para chamar a atenção. Já partir o ringue, é completamente novo e nunca antes visto. Fora do mundo virtual apenas aconteceu uma vez, num combate entre Brock Lesnar e Big Show, mas foi um momento que deixou o público de boca aberta e que certamente os fãs irão querer recriar em WWE '13.

Tirando esta novidade, a nível de jogabilidade parece ser idêntico à edição do ano passado. Embora possa parecer como um ponto negativo, não o é. A série WWE evoluiu tanto nestes últimos três anos que praticamente é possível recriar no jogo tudo o que veem na televisão. Melhorar a fluidez e introduzir animações mais humanas é tudo o que resta fazer, e WWE '13 caminha nessa direção. O que me pareceu estranho é a reintrodução do aviso de quando devemos carregar no gatilho direito para esquivar o ataque dos adversários. WWE '13 não tem qualquer HUD numa tentativa de quebrar a barreira entre realidade e videojogo, pelo que haver um aviso a interromper a experiência é estranho. É de esperar que na versão final este aviso possa ser desligado, porque saber exatamente quando devemos esquivar, retira a toda a piada.

"Partir o ringue, é completamente novo e nunca antes visto."

Na pequena demonstração disponível para experimentar, que dava a escolher quatro tipos de combate diferentes - Exhibition, Extreme Rules, Hell in a Cell e Referee. Para quem acompanha os jogos WWE, não há aqui nada de novo. O modo Referee, em que o jogador pode jogar como árbitro, é uma novidade, na medida em que não foi incluído em WWE '12, mas apareceu em jogos anteriores. Segundo os produtores é um modo bastante pedido pelos fãs, pelo que foi feita a decisão de trazê-lo de volta. Anteriormente, neste modo poderiam atacar qualquer um dos lutadores sem qualquer consequência. Em WWE '13 não é bem assim. Podem atacar os lutadores, mas há um limite. Se abusarem do vosso poder, John Laurinaitis interrompe o combate e avisa que estão despedidos como árbitro.

Os benefícios da tecnologia Predator 2.0 são visíveis, porém, WWE '13 dificilmente se consegue distinguir a nível gráfico de WWE '12. Com esta geração de consolas a caminhar inevitavelmente para o seu final, é cada vez mais difícil apresentar melhorias neste aspeto. Para além de que o motor usado pelos jogos WWE já mostra cansaço. A Yuke's tem feito um esforço para melhorar o motor todos os anos, ainda que ligeiramente. Mas novidades drásticas ou um motor completamente novo são necessários. O mais provável é termos que esperar pela nova geração.

Sem a possibilidade de experimentarmos o modo Universe 3.0 ou o Attitude Era, os principais atrativos e novidades de WWE '13, é difícil formar qualquer juízo devidamente fundamentado. O que nos foi mostrado e o que pudemos jogar foi pouco. Por agora, acreditamos que ir buscar conteúdos à Attitude Era é uma das melhores decisões feitas pela Yuke's nos últimos anos. Assim, WWE '13 poderá agradar a duas gerações distintas de jogadores e aproveitar o melhor que o universo WWE tem para oferecer.

WWE' 13 será lançado no dia 1 de novembro para a Xbox 360, PS3 e Wii.

Salta para os comentários (5)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

A Juventus é exclusiva do PES 2020

Será o único jogo com o nome do clube, o emblema e estádio.

PES 2020 - Demo chegará a 30 de Julho

Arsenal, FC Barcelona, Palmeiras, Flamengo e mais.

FIFA 18 - As melhores promessas e estrelas escondidas

Os jogadores melhores e com mais potencial com menos de 21 anos.

PES 2020 não terá o Liverpool licenciado

O contracto com a Konami terminou.

PES 2020 - Data de lançamento, Gameplay, Trailer - Tudo o que sabemos

O que esperar do novo simulador de futebol da Konami?

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários