Skip to main content

Hawked - um multiplayer com potencial

Mistura Fortnite e Tomb Raider.

Num mundo cada vez mais atolado de jogos multiplayer free-to-play, nunca deixo de pensar na coragem e otimismo que um estúdio tem de ter para poder entrar neste ramo de videojogos. Parece que, quase semanalmente, é anunciado um novo jogo que pretende reproduzir o mesmo sucesso de um Fortnite, Apex Legends ou Free Fire, com diferentes graus de sucesso.

Recentemente, tive a oportunidade de experimentar um destes novos jogos, denominado Hawked – trata-se um extraction shooter online criado pela MY.GAMES que chegará gratuitamente às consolas e PC. As minhas expectativas eram praticamente inexistentes, tendo em conta que sabia muito pouco sobre o jogo, mas devo dizer que fiquei agradavelmente surpreendido.

O jogo parece inspirar-se em várias propriedades distintas – Temple Run, Indiana Jones, Tomb Raider e até mesmo Fortnite são algumas das inspirações que me vêm à cabeça – e coloca-te numa vibrante ilha tropical repleta de obstáculos, inimigos e puzzles que tens de resolver, ultrapassar e eliminar em equipa.

Ver no Youtube

Esta ilha, chamada X-Isle, foi sem dúvida maior do que aquilo que esperava e sinto que, ao longo de algumas sessões de teste, apenas vi algumas porções da mesma; existem cabanas, cascatas, praias, desfiladeiros, montanhas, templos, selvas e uma série de outras estruturas que pontilham o espaço, e ir de um local para outro é fácil devido em grande parte ao sistema fluido de locomoção.

O teu avatar pode trepar paredes, correr, deslizar, usar tirolesas, surfar na água, entre outras técnicas que, para além de ajudarem na componente de exploração, podem ainda ser usadas estrategicamente para combate. A partir do momento em que és colocado na ilha e após obteres umas das múltiplas armas espalhadas nos seus diversos recantos, o teu objetivo é apenas um: recuperar um artefacto valioso escondido algures.

Para isso, terás de colecionar 5 glifos em múltiplas zonas, cada um deles bloqueado por algum tipo de puzzle que tens de resolver: pode ser uma questão posicionar símbolos numa ordem específica, disparar em determinados locais dentro de um limite de tempo, entre outras tarefas. Tudo isto pode parecer simples, mas o jogo vai-se tornando mais desafiante à medida que vais obtendo os diferentes glifos. Existem múltiplas armadilhas clássicas das quais tens de te desviar (espigões, lâminas baloiçantes, etc), lagartos perigosos ou até humanos sanguinários, obrigando-te a fazer um multitasking hercúleo ao mesmo tempo que crias estratégias com os teus companheiros.

Pude experimentar o multiplayer durante cerca de uma hora e reconheço que existe potencial em Hawked, mas não posso deixar de referenciar algumas ressalvas. O meu maior medo prende-se com os puzzles do jogo que, apesar de trazerem uma lufada de ar fresco ao projeto, podem afundá-lo caso não haja uma variedade suficiente. A partir do momento que descobres a mecânica dos quebra-cabeças e sabes aquilo que tens de fazer, deixaram de ser um puzzle propriamente dito e passam apenas a ser uma mera tarefa que tens de executar para obteres os glifos mencionados anteriormente. A MY.GAMES terá de se certificar que existe variedade suficiente para garantir que este aspeto do jogo permaneça durante mais tempo.

Para além disso, é necessário o estúdio apoiar o jogo com mais e novos conteúdos, de forma rápida e consistente, tendo sempre em atenção o feedback recebido. O nível de atenções dos jogadores está cada vez mais reduzido e, caso não haja alguma novidade, é perfeitamente compreensível que os jogadores comecem a perder interesse. A MY.GAMES diz que já tem conteúdos agendados e estou curioso para ver aquilo que têm programado.

De resto, não há muito mais a dizer. Tudo depende do apoio dado ao jogo e da adesão por parte do público, algo que parece cada vez mais difícil de prever neste género de jogos. Hawked está atualmente disponível na versão alfa fechada para PC Windows, com versões para consolas já agendadas. Com toda a certeza, a MY.GAMES revelará mais detalhes sobre o jogo num futuro próximo.

Lê também