Um dos principais programadores na Sony, associado com o Advanced Technology Group da companhia está a trabalhar com a tecnologia Ryzen da AMD, para melhorar o suporte à micro-arquitectura Zen dentro do compilador LLVM - um componente principal de uma ferramenta usada no desenvolvimento PlayStation 4. Não existe nenhum produto PS4 que usa o processador Ryzen, criando a especulação que isto está relacionado com uma possível PlayStation 5 que está actualmente em desenvolvimento.

Foi o site Phoronix, especialista em Linux, que apresentou provas que um programador altamente experiente da Sony tem estado a trabalhar com o LLVM nas últimas semanas em tarefas relacionadas com a arquitectura "znver1", o nome de código para a primeira geração de processadores Ryzen da AMD. Além disso, informações no LinkdIn confirmam o envolvimento deste funcionário no desenvolvimento de hardware PlayStation. Os créditos em Tearaway da Media Molecule e DriveClub da Evolution Studios confirmam que o programador é parte do Advanced Technology Group da Sony, que desempenha diversas funções dentro da companhia.

O facto de uma fabricante de consolas estar a melhorar uma parte importante das ferramentas de desenvolvimento para uma nova linha de processadores que nenhum dos seus actuais produtos suporta é uma forte sugestão que a Ryzen será um componente importante da nova consola. É certamente a escolha lógica para uma nova arquitectura CPU para a Sony e Microsoft num momento em que a pré-produção nas próximas consolas continua nos bastidores.

O que é curioso é que a Sony está a trabalhar com a primeira geração do Ryzen, quando um lançamento em 2019/2020 para a nova consola encaixaria com o calendário da segunda geração da tecnologia da AMD. No entanto, a escolha das tecnologias disponíveis para as fabricantes é baseada no que está disponível num determinado momento e onde os arquitectos do sistema querem passar o seu tempo e esforço em termos de personalizações. Apesar da nova geração Ryzen provavelmente estar disponível quando a nova consola chegar, o foco inicial da AMD é no desktop e versões de servidor da tecnologia - não os designs mais integrados que acabam nos produtos APU, que no caso da Ryzen 3 2200G e Ryzen 5 2400G chegaram quase um ano depois.

O nosso vídeo sobre as tecnologias disponíveis para a Sony e até para a Microsoft na criação de uma nova consola que pode ser entregue em 2019 ou 2020.

Será a AMD a melhor parceira para a nova máquina da Sony? Apesar de Mark Cerny nos ter dito que a Sony favorece o modelo tradicional de gerações de consolas - abrindo a porta para um hardware dramaticamente diferente - a capacidade de combinar a arquitectura CPU Ryzen x86 e gráfica Radeon num só chip (e licenciar dois componentes importantes de uma só vendedora) tem grandes vantagens económicas, facilidade de desenvolvimento e compatibilidade entre plataformas. Não surpreende que a AMD seja a parceira de eleição da Sony e Microsoft.

É esta a primeira confirmação de um elemento crucial das especificações PlayStation 5? A ideia de um funcionário da Sony a trabalhar num compilador e a melhorar o suporte para uma tecnologia que nenhuma das suas actuais máquinas usa é um indicador disso. No entanto, apesar de menos provável, podem existir outras explicações. Consultamos fontes no departamento de pesquisa e desenvolvimento, familiares com o desenvolvimento PlayStation e o papel do Advanced Technology Group, e descobriram que a equipa pode trabalhar em projectos que não estão relacionados com o design de hardware. Por exemplo, podem trabalhar com os criadores de jogos e até com outras companhias associadas à Sony em produtos que não estão relacionados com a PlayStation. A notícia adiciona mais peso à ideia que a PS5 continuará a usar tecnologia AMD, mas não é a prova que confirma as especificações.

Neste momento, ainda estamos a especular e a Sony respondeu que não comenta rumores ou especulação. No entanto, é tudo o que nos resta por enquanto, especular.

Publicidade

Sobre o Autor

Richard Leadbetter

Richard Leadbetter

Technology Editor, Digital Foundry

Rich has been a games journalist since the days of 16-bit and specialises in technical analysis. He's commonly known around Eurogamer as the Blacksmith of the Future.

Mais artigos pelo Richard Leadbetter

Comentários (69)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Demon's Souls Remaster é possível, mas nas condições certas

Mas teria de ser feito por outro estúdio e com luz verde da Sony.

Square Enix regista o termo "HD-2D" usado em Octopath Traveler

Será que teremos mais jogos neste estilo visual?

A Switch foi a consola mais vendida em França em 2018

Mais de 2 milhões de unidades vendidas.

Far Cry: New Dawn aprofundou os elementos RPG

A Ubisoft reforçou a aposta nesta vertente.