Sonic Mania trouxe a mascote da SEGA de volta às luzes da ribalta com um jogo tão bom quanto os títulos da Mega Drive. Respondeu à questão se o gameplay 2D de Sonic aguenta o teste do tempo com um estrondoso 'sim'! e foi algo refrescante. Jogos como Generations foram bons, mas a grande maioria dos jogos Sonic 3D desiludiram. Sonic Forces deixou grandes esperanças.

O resultado final não está à altura das expectativas, mas o jogo tem boas funcionalidades. Forces é um jogo lindo com uma banda sonora fantástica. Desde o primeiro nível, percebemos logo que temos a mais recente versão do Hedgehog Engine. Verdade seja dita, não está muito distante de Generations no PC, mas oferece bons visuais nas actuais consolas.

O Hedgehog Engine oferece suporte para iluminação global pré-concebida, pós-processamento avançado e níveis maiores. A capacidade do motor para criar níveis enormes é fundamental para o design, devido à velocidade a que Sonic se movimenta.

Sonic Forces cumpre a respeito da tecnologia. A iluminação é excelente, os níveis prolongam-se à distância, o pop-in é mínimo e existem grandes efeitos novos como os reflexos na água e shaders espantosos. A única coisa que deixa a desejar é a remoção do motion blur visto em Generations, que foi substituído por um efeito mais fraco.

Sonic Forces analisado na PS4, Pro, Xbox One, Xbox One X e Switch. Muitas versões, a adaptação é questionável.

Não temos queixas a respeito dos visuais - pelo menos na qualidade dos assets em si. No entanto, Forces está disponível em várias plataformas como a PS4, Xbox One e Switch - com versões refinadas para a Xbox One X e PlayStation 4 Pro. Também existe a versão PC, à qual não tivemos acesso infelizmente.

Como seria de esperar, a capacidade do motor para se adaptar a diferentes configurações é crucial, mas podemos dizer que a PlayStation 4 base é o ponto ideal para Forces. A conversão e vantagens para a X e Pro são limitadas. Passa para a Xbox One base ou Switch e perdes muito. A PS4 base oferece 1080p nativa, tal como na Pro. Colocar as duas lado a lado revela que é extremamente difícil encontrar diferenças. Sonic Forces pode ter 'suporte' Pro, mas não significa melhorias tangíveis.

Este jogo faz lembrar Prey - a caixa refere melhorias PS4 Pro, mas o jogo em si não oferece grandes melhorias. Mesmo 1440p teria sido um grande salto para o jogo pois a qualidade de imagem não é o seu forte. As coisas ficam dramaticamente piores na Xbox One, onde corre a 720p, levando-nos para os dias negros do lançamento da consola. Uma qualidade de imagem dramaticamente inferior é o resultado, mesmo que o mesmo nível de detalhe e texturas seja utilizado.

Na Xbox One X temos uma perceptível melhoria sobre a Xbox One e as duas versões PlayStation, mas a melhoria não é tão consistente como esperarias. A Xbox One X escolhe uma resolução fixa por nível, significando que no melhor, alguns níveis correm a 3200x1800, enquanto outros correm a 1080p como na PS4 e Pro. Infelizmente, estes níveis full HD estão mal adaptados, resultando numa apresentação pior do que nas duas consolas PlayStation. Para sermos francos, é confuso - esperamos que seja um erro a corrigir. O quão difícil poderá ser o downscaling para 1080p? Sem esquecer que saltar entre 1080p e 1800p é estranho - acrescenta uma indesejada inconsistência.

PlayStation 4 ProXbox OneXbox One XNintendo Switch
Esta imagem realça muitas das diferenças. A Xbox One e Switch correm a 720p com iluminação e geometria inferiores na Switch. A Xbox One X exibe uma qualidade de imagem incerta em níveis 1080p como este.
PlayStation 4 ProXbox OnePlayStation 4Nintendo Switch
Esta imagem demonstra a ausência de diferenças entre a PS4 e a Pro - estão basicamente iguais. Pelo outro lado, a Switch não apresenta muito do detalhe no fundo. A qualidade das sombras também é inferior.
PlayStation 4 ProXbox OneXbox One XNintendo Switch
Down-sampling para 1080p na Xbox One X em certos níveis permite uma enorme melhoria na qualidade de imagem sobre as outras versões. A Switch, volta a ficar para trás - a redução na qualidade da iluminação é evidente aqui.
PlayStation 4 ProXbox OneXbox One XNintendo Switch
Esta imagem demonstra as melhorias no filtro de texturas na Xbox One X em níveis com maior resolução. A qualidade de imagem é excelente. A Switch aqui apresenta texturas, geometria e iluminação de menor qualidade apesar de correr a metade do rácio de fotogramas.

A versão Switch (usamos a demo Japonesa para os testes) é curiosa. Corre com a mesma 720p da Xbox One, mas o nível de detalhe é reduzido dramaticamente com menor qualidade nas texturas, iluminação mais simples e detalhe geométrico reduzido. Também existe um corte no rácio de fotogramas: as outras versões correm a 60fps, enquanto a Switch corre a 30fps. É uma desilusão ver isto depois da Sonic Team ter conseguido 60fps em Sonic: Lost World na Wii U.

Com os visuais inferiorizados na Switch, Forces não tem melhor aspecto do que Lost World na Wii U e corre a metade do rácio de fotogramas. Claro que Lost World foi construído de raiz para a Wii U enquanto Forces é um projecto multi-plataformas pensado principalmente para a PS4, começando a fazer mais sentido, mas é uma desilusão na mesma.

As outras versões têm as suas especificidades. A Xbox One opera a 60fps e consegue manter essa performance na maioria do tempo, mas existe um senão - screen-tearing. Forces usa uma v-sync adaptável e quando o tempo de fotograma é superior a 16.7ms e volta a descer, tens screen-tear momentâneo. Isto permite ao jogo manter-se muito perto dos 60fps na maioria do tempo e o jogo tem melhor resposta do que a versão PS4 com triplo-buffer e do que na versão Switch a 30fps.

Infelizmente, as cutscenes a 30fps soferem com imenso tearing a todo o tempo e parece ser um problema com a v-sync adaptável. É especialmente perceptível nas cinemáticas pré-renderizadas. Na Xbox One X, é basicamente o mesmo mas ligeiramente melhorado. Os níveis a 1080p correm sem soluços e oferecem 60fps completamente estáveis sem fotogramas quebrados. Tem um aspecto e sensação fantásticos nestes momentos.

Sonic Mania continua a ser o jogo a comprar.

No entanto, os níveis a 1800p podem exibir slowdowns perceptíveis e tearing em circunstâncias específicas. Na maioria do tempo é mínimo mas é perceptível quando ocorre. A performance na Xbox One X é excelente, mas as melhorias gerais comparadas com a experiência PS4 base deixam a desejar. A PS4 e a Pro exibem algumas coisas interessantes. Não só são basicamente idênticas como se usares o modo de descanso e regressares ao jogo após algum tempo, começam a surgir problemas nas duas, resultando numa performance degradada. Encerrar o jogo não é suficiente - é preciso reiniciar a consola.

Ao olhar para as três versões, podemos dizer que cada um tem os seus problemas, mas a PS4 e Xbox One X oferecem a melhor experiência em termos de rácio de fotogramas e funcionalidades visuais. Podes encontrar um soluço na PS4 ou tearing na X, mas a sensação geral é boa. A versão Switch está boa para o que é, mas honestamente, é difícil voltar a 30fps depois de o jogar a 60fps.

Seja qual for a versão, a apresentação é o mais forte mas o jogo em si deixa a desejar. Independente da sua qualidade, gostamos dos jogos Sonic 3D pós-2006. Todos têm as suas críticas, mas gostamos de Unleashed, Generations, Colors e Lost World. Esperávamos mesmo que Forces fosse a merecida sequela de Generations. Ao invés disso, sente-se como um fraco esforço. As mecânicas estão lã e o no seu melhor, a sensação é boa, mas não gostamos do design de níveis e ritmo.

A maioria dos níveis são pequenos, demoram um a dois minutos, e a maioria foca-se em mecânicas simples. Raramente terás de navegar por níveis desafiantes - Forces tem medo de te desafiar. Além disso, grande parte dos níveis parecem construída com blocos simples - quase como se fosse um Sonic Maker ao invés de um jogo de plataformas. A elegância de Generations desapareceu.

Apesar da Xbox One X ser a melhor versão de momento, é óbvio que a PS4 é a versão principal - aquele que mereceu mais esforços da Sega. Apesar da Xbox One X ser ligeiramente melhor devido ao aumento selectivo na resolução, certamente não vês a GPU de 6 TFlops utilizada a valer. A Xbox One e Switch deixam a desejar - só de pensar que a Xbox One tem uma versão 720 quatro anos depois do lançamento é espantoso.

Após o magnífico Sonic Mania, as esperanças estavam em alta para este. Sonic Forces não é mau, mas seja no jogo em si ou na implementação multi-plataformas, devia ser muito melhor.

Sobre o Autor

John Linneman

John Linneman

Staff Writer, Digital Foundry

An American living in Germany, John has been gaming and collecting games since the late 80s. His keen eye for and obsession with high frame-rates have earned him the nickname "The Human FRAPS" in some circles. He’s also responsible for the creation of DF Retro.

Mais artigos pelo John Linneman

Comentários (34)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados