Epic Games explica porque vendeu Gears of War à Microsoft

Gears of War 4 seria tão caro que poderia levar o estúdio à bancarrota.

Tim Sweeney, o responsável máximo pela Epic Games, falou em entrevista sobre o passado, o presente e o futuro da companhia, e revelou mais alguns detalhes sobre a série Gears of War.

Sweeney falou do aumento dos custos do famoso shooter na primeira pessoa que já estava a dar sinais de ser insustentável a nível financeiro e a forma como a Microsoft via a possibilidade da série acabar por ser um free-to-play. Em jeito de comparação, Sweeney destacou que o Gears of War original custou 12 milhões de dólares e obteve um lucro de 100 milhões de dólares.

Com o passar da geração, as quantidades de dinheiro necessárias foram aumentando substancialmente, chegando aos 60 milhões para Gears of War 3. Sweeney explicou que antes de vender os direitos da série à Microsoft, tinham previsto que o desenvolvimento de Gears of War 4 custaria perto dos 100 milhões de dólares.

"As margens de lucro eram cada vez menores," contou ele ao Polygon. "Calculámos que se desenvolvêssemos Gears of War 4, o orçamento seria de 100 milhões de dólares, e isso implicaria que o jogo fosse um sucesso estrondoso ou ficaríamos na bancarrota," concluiu. Neste momento Gears of War 4 está a cargo da The Coalition, depois da Epic ter vendido os direitos comerciais da série à Microsoft.

Esta foi uma das razões pelas quais a Epic Games decidiu vender a franquia à Microsoft e focar-se por inteiro nos títulos free-to-play, que têm vindo a alcançar uma grande popularidade e que apresentam mais oportunidades de gerar lucro com custos de produção baixos.

O próximo jogo da Epic Games será Paragon, um MOBA free-to-play, mas o estúdio está também a trabalhar numa versão gratuita de Unreal Tournament.

Gears of War 4 é um exclusivo Xbox One que será lançado no dia 11 de Outubro.

Salta para os comentários (10)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (10)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários