Como já devem saber, Satoru Iwata, presidente da Nintendo faleceu este passado dia 11 de Julho de 2015 aos 55 anos. Enquanto várias personalidades da indústria reagem à sua partida, também nós aqui no Eurogamer Portugal queremos prestar uma homenagem a uma das mais brilhantes e humildes mentes que esta indústria conheceu até à data de hoje. Apesar de Nintendo significar Miyamoto ou Aonuma, de forma alguma podemos descartar todo o incrível contributo que este homem prestou à sua adorada companhia. Será que sabem até que ponto Iwata San provou que era mesmo um dedicado gamer no seu coração?

O homem que sempre apregoou a filosofia que os videojogos devem ser diversão para todos, foi também o homem que disse que "No meu cartão diz que sou o presidente de uma companhia. Na minha mente sou um programador. Mas no meu coração sou um gamer" e que sempre se dedicou à sua paixão: a criação de videojogos com altos padrões de qualidade. Divertido e comunicativo, aproveitou sempre as oportunidades para rir de si mesmo e não virou a cara a brincadeiras que partilhava com toda a comunidade mundial dedicada aos produtos Nintendo.

Sempre activo a partilhar a sua visão e a da empresa em respeito com os fãs, Iwata San foi sempre um homem com imensas histórias divertidas a partilhar. Fruto da sua jovem paixão pelos jogos e pela dedicação que lhes teve ao longo da sua vida. Esta história na qual fala da sua rivalidade com Miyamoto, criada na sua mente, conseguimos perceber o seu encanto e a singularidade que ostentava nesta indústria.

Sempre activo e directo, Iwata San falou sempre dos mais variados assuntos. Fosse o formato Free to Play e da falta de sinceridade que via nele, fosse da intenção em dar à Wii U energia, fosse da sua falta de entusiasmo com o iPad e o 3D em casa, ou então da forma como a Nintendo se dedicada a criar jogos divertidos e não arte, Iwata San marcava pela forma única de estar.

Parte fulcral da sua gestão da comunidade partiu mesmo dessa abordagem activa e directa, originando os Nintendo Direct em que dava a cara em prol da Nintendo. Além dos sensacionais Iwata Aks, onde nos dava um conhecimento aprofundado do desenvolvimento dos melhores jogos Nintendo, Satoru Iwata podia ser visto a brincar consigo mesmo, com as personalidades e figuras que a Nintendo estava a criar dos seus próprios responsáveis para estabelecer uma ponte com os consumidores.

As notícias sobre o seu falecimento deixam-nos bastante perplexos não só pela perda em si mas também pela dedicação que continuava a mostrar no presente. Recentemente dedicou-se à comunidade Japonesa durante a E3, para partilhar de forma clara todas as notícias e revelações que iam sendo feitas na América do Norte, e há bem pouco tempo afirmou a sua vontade de surpreender com a próxima consola da Nintendo. Iwata falou também sobre o futuro da companhia no mobile e em cada notícia era quase dado como certo que estaria lá nesse futuro que desejava e até nos fazia esquecer que estava mais frágil do que desejaria.

É óbvio que Satoru Iwata lutou até ao fim e que pensava já no futuro da sua empresa e o visionava. Para honrar um homem tão dedicado, esperamos que nos acompanhem nestes cinco factos fascinantes do seu percurso que revelam tanto da sua forma de estar e pensar.

1
Aceitou sempre rir de si mesmo e aprender a usar isso em prol dos fãs.

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão

Comentários (24)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Publicidade