Crytek elogia potencial da Xbox One

E de como foi fácil fazer Ryse: Son of Rome.

Apesar de Ryse: Son of Rome da Xbox One não ter sido muito bem recebido pela crítica, a verdade é que este novo título da Crytek tornou-se num dos jogos que serviu de montra para revelar ao mundo o potencial tecnológico da nova consola da Microsoft. E a própria Crytek aproveitou para agradecer pelo facto de ser muito fácil trabalhar na Xbox One.

Em entrevista com o site Develop, PJ Esteves, diretor de design de Ryse, comentou que, "Uma das coisas mais importantes da Xbox One é o seu poder de processamento. A quantidade de RAM que temos à nossa disposição ajudou-nos muito."

"Os NPC no jogo apresentam uma modelização, expressões faciais e a mesma fidelidade que os personagens de uma sequência cinemática. Também fomos capazes de criar uma inteligência artificial com um nível de detalhe como os personagens controlados pelo jogador, e eles expressam muito mais emoções do que as vistas noutros jogos," acrescentou.

PJ Esteves reconheceu que o pontecial da Xbox One permitiu-lhes criar uma inteligência artificial que parece "suficientemente humana. Podes ver a dor quando esquartejas um inimigo, ou ver a sua cara de surpresa. E isso no passado foi sempre algo difícil de conseguir, mas a Xbox One permitiu-nos dar mais emoção ao jogo."

Esteves confirmou também que a passagem de Ryse da Xbox 360 para a Xbox One foi feita com grande facilidade, chegando ao ponto de dizer que o original se adaptou à nova consola da Microsoft numa semana.

Salta para os comentários (26)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (26)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários