Lego Indiana Jones: The Original Adventures • Página 2

Chamas a "isto" arqueologia?

Mas se o jogo em si não tem muita variedade, os diferentes níveis colocam-nos em locais (retirados directamente dos, ou simplesmente inspirados pelos, filmes) extremamente diversificados, desde as câmaras interiores do Templo de Khali, passando pela cidade italiana (incluindo a igreja e a perseguição de barco) de “A Grande Cruzada” até níveis que quebram com a jogabilidade tradicional, como o da perseguição da Arca Perdida.

Barnett College faz também uma aparição, servindo de "base". Aqui podemos escolher o nível que queremos jogar (quer em modo livre, quer para continuar com a história - é possível jogar qualquer um dos três filmes à escolha após concluir o primeiro nível) e onde gerimos o conteúdo que já desbloqueámos. Observar os artefactos coleccionados, comprar novos personagens para utilizar no modo livre ou mesmo voltar a ver os filmes que acompanham o inicio e fim de cada nível.

corre
Corre Junior, corre!

Apesar de retirar directamente do material fonte, não é necessário qualquer conhecimento prévio dos filmes, aliás, estes apenas permitem saber o que esperar dos níveis seguintes. Ao mesmo tempo, os fãs da série tirarão muito mais gozo das referências subtis nas sequências animadas que abrem e terminam cada nível e, no fundo, de todo o jogo.

Graficamente bom e apesar de não arriscar muito no que ao jogo em si diz respeito, a grande falha acaba por ser a música. Uma variedade muito reduzida e, principalmente, utilizada até à exaustão. Quando um dos poucos pontos altos musicais é um ligeiro remix do tema de “Indiana Jones” que vem substituir a anterior faixa "barulhos desconcertantes genéricos e pouco apropriados", algo vai mal. Mesmo assim, o jogo ainda dura várias horas (cerca de três por filme, conforme o ênfase que dedicarem à exploração dos níveis) e a quantidade de conteúdo a desbloquear implica mais algumas horas para os interessados. Algo que compensa a absoluta falta de desafio. "Morrer" apenas implica perder alguma pontuação e recomeçar exactamente do mesmo sítio. Mais uma escolha de design que aponta a exploração dos níveis como o ponto principal.

Não existe nada de fundamentalmente errado com este jogo. Controla-se bem, tem gráficos muito apropriados e faz uma boa transição do humor de Indiana Jones para o universo Lego. Mas isso não faz esquecer toda a simplicidade e repetição dos puzzles e o desinteresse que por vezes isso gera. Os fãs provavelmente apreciarão reviver os filmes que tanto adoram, especialmente se tiverem quem jogue o jogo em cooperação (que apenas pode ser feita offline). Por outro lado, esta é uma compra apropriada para jogadores mais novos, que tenham interesse na saga.

6 /10

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários