Xbox Series S: o produto certo no momento certo?

O Digital Foundry fala da nova consola

Depois de anos envolta em rumores, a Microsoft finalmente revelou oficialmente a Xbox Series S, uma segunda consola de próxima geração, mais compacta, menos poderosa e mais barata. A revelação foi feita de forma improvisada, após o preço e design ter escapado para a internet, mostrando uma rápida capacidade de adaptação da companhia, mas agora já sabemos que será lançada a 10 de Novembro e custará 299 euros.

A Microsoft revelou a Xbox Series S e já apresentou as especificações oficiais, mas a verdade é que Richard Leadbetter e John Linneman do Digital Foundry viram a consola pela primeira vez há mais de 6 meses atrás. Numa viagem à sede da Microsoft em Redmond, Washington, nos Estados Unidos, quando tiveram um olhar exclusivo à Xbox Series X, também lhes foi apresentada a Xbox Series S. Agora, tantos meses depois disso, podem finalmente quebrar o silêncio sobre esta consola, num episódio especial do Digital Foundry Direct.

O vídeo conta com segmentos filmados em Março em Redmond, acompanhados por uma conversa gravada esta semana na qual falam das mais recentes informações, incluindo o preço e posicionamento para a Xbox Series S nos planos da Microsoft. Existem imensas informações para descobrir no vídeo e um momento bem divertido no qual foi capturada a sua reacção inicial à consola.

Apesar da revelação improvisada, a Series S foi muito bem recebida e vista como uma pequena maravilha. É uma pequena máquina atractiva que representa um valor muito apelativo e leva-nos para outra era das consolas, seja no preço (o mesmo preço de lançamento da PS2 e da primeira Xbox) ou no seu formato pequeno, quase como um brinquedo. Surpreendentemente, tem todas as funcionalidades como armazenamento rápido, ray tracing por hardware e CPU de próxima geração como na Series X, pensada para entregar visuais em resoluções inferiores e muito mais eficiente em termos energéticos. Esta semana, vimos imensos jogos a correr na Series S, incluindo Gears 5 a 120fps.

Os compromissos? Além da falta de uma drive óptica, a sua memória de 8GB poderá ser pouco para jogos de próxima geração, tal como o armazenamento de 500GB. Ainda existem muitas coisas que não sabemos e é difícil dizer como a experiência de jogo poderá ser afectada na Series S. Vale a pena ter em conta que no meio da conversa da Microsoft sobre a resolução alvo da Series S ser 1440p, aquela famosa demo do Unreal Engine 5 na muito mais poderosa PlayStation 5 também corria a 1440p. Será que a Series S pode entregar algo ao nível daquela experiência? Só o tempo dirá.

O que sabemos é que a proposta da Microsoft para a Xbox Series S e até certo ponto também a da Series X, é algo singular e nunca antes visto numa nova geração de consolas. Ao invés de optar por surpreender os jogadores dedicados com novas experiência, está-se a dirigir ao mercado mais amplo e a falar sobre o valor oferecido pelo Xbox Game Pass e do plano de subscrição All Access. A barata e adorável Series S encaixa-se perfeitamente nessa mensagem, especialmente no actual clima económico. Poderá mesmo ser a consola certa no momento certo.

Salta para os comentários (120)

Sobre o Autor

Oli Welsh

Oli Welsh

Editor-in-chief

Oli is the editor of Eurogamer.net and likes to take things one word at a time. His friends call him The European, but that's just a coincidence. He's still playing Diablo 3.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (120)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários