The Last of Us: Part 2 era originalmente um jogo em mundo aberto

Spoilers para quem ainda não jogou.

The Last of Us: Part 2 é um jogo maior e mais vasto do que o primeiro, mas sabias que originalmente o conceito para a sequela era mesmo de um open-world?

Neil Druckmann, o director do jogo, revelou esta curiosidade numa entrevista com o IGN, explicando que os jogadores iam poder passar mais tempo em Jackson - o local onde Ellie e Joel estão a viver há anos - e que isso acabaria por mudar um dos acontecimentos do jogo.

Spoilers adiante!

Aparentemente, quanto mais tempo ficasses em Jackson, mais seria alterada a forma como Abby - a segunda personagem jogável - seria introduzida. De acordo com Druckmann, Abby juntar-se-ia à comunidade como uma nova personagem e acabaria por trair Joel eventualmente.

Esta até podia ser a ideia original para a sequela, mas Druckmann confessa que "simplesmente não funcionava porque a morte de Joel é o incidente estimulador, e queres chegar a esse incidente o mais rápido possível".

Salta para os comentários (82)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (82)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários