Assassin's Creed tem side missions porque o filho do CEO jogou o jogo antes do lançamento

É verdade.

Poderá parecer brincadeira, mas o primeiro Assassin's Creed chegou às lojas com side missions porque o filho do CEO o jogou.

Em 2007, a Ubisoft apresentou o primeiro jogo naquela que viria a tornar-se numa das suas mais populares séries e de acordo com as revelações de Charles Randall, principal responsável pela IA das lutas na Ubisoft, naquela altura, foi precisamente isso que aconteceu.

Foi graças ao filho do CEO que Assassin's Creed chegou às lojas com aquelas missões secundárias, como memórias adicionais que servem apenas para aumentar a longevidade, como as famosa bandeiras.

O primeiro Assassin's Creed incluía ainda algumas missões extra que te desafiavam a assassinar alguns Templários e se sentiste que não pareciam algo muito bem pensado, agora sabes o porquê.

Assassin's Creed estava pronto para ser lançado sem essas side missions, mas dias antes do jogo ser enviado para as lojas, "o filho do CEO jogou o jogo e disse que era aborrecido, que não havia nada para fazer".

Randall e diversos outros membros da equipa de desenvolvimento adicionaram as side missions e que a equipa conseguiu fazer o que parecia simplesmente impossível. Em cinco dias desenvolveram as side missions.

No entanto, um bug escapou e causou alguns problemas.

Devido a este bug, nem todos conseguiram terminar os assassinatos dos Templários e ficaram sem forma de alcançar os 1000 pontos de jogador na Xbox 360. Um Templário ocasionalmente podia cair pelo mundo ou desaparecer se te aproximasses da direcção errada.

O jogo considerava que já estava morto e não podia ser assassinado.

Randall diz que foi um milagre conseguirem terminar a tarefa em cinco dias.

Mais do que isso, diz mesmo que foi um milagre o jogo não derreter a tua consola.

Estas missões secundárias, especialmente a recolha das bandeiras, tornou-se numa das suas maiores críticas, mas apresar disso, deu origem a uma série incrivelmente popular.

Agora, já sabes o porquê de terem sido incluídas.

Salta para os comentários (20)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (20)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários