Escolhas dos leitores 2020: Eis o Jogo do Ano • Página 10

Ghost of Abby.

1. The Last of Us: Parte 2

  • Estúdio: Naughty Dog
  • Editora: Sony Interactive Entertainment
  • Plataformas: PS5, PS4
  • Compra na Worten

O que dissemos na nossa análise: Sete anos depois do lançamento do primeiro The Last of Us, e novamente encerrando uma geração para a Sony, a Naughty Dog voltou a sacar da cartola um jogão. Confesso que fui um dos primeiros a questionar a existência de uma sequela, muito em prol do que considerei ser um final perfeito no primeiro jogo, mas agora estou contente por esta segunda parte. Tornou-se para mim já num jogo de referência, que aumenta a fasquia para todos os jogos que serão lançados no futuro. O melhor jogo de 2020 até agora, e um dos mais importantes desta geração.

euphoriapt disse: Fantastica experiência sonora/visual com momentos épicos e super, super tensos de se chegar ao ponto de ter de se colocar o jogo em pause, respirar fundo e perguntar a mim mesmo, "O que é que está a acontecer!?!?".

gargles disse: Diga-se o que se disser da política de trabalho do estádio ou de quem a incentiva (seja o responsável máximo ou toda uma cultura de perfeccionismo quase doentio), Neil Druckmann é uma pessoa de coragem. Tomar riscos num dos maiores IPs da Playstation (o primeiro a chegar aos 20 milhões num jogo) merece elogios, nem que seja pela audácia em fazê-lo. Foi o que Druckmann e a Naughty Dog fizeram com The Last of Us: Part II: quebrar as normas pré-estabelecidas com um jogo altamente acarinhado e optar por uma via divisionária mas capaz de trazer resultados únicos e admiráveis, com performances de luxo, um aspecto com pouca concorrência na passada geração e uma jogabilidade do melhor alguma vez introduzida pelo estúdio. Ficará na história pelos riscos tomados e pelo divisionismo criado nos jogadores, seja por que motivo for. Terá valido a pena? Acreditando que este jogo estará no topo desta lista ou lá perto, quero acreditar que sim.

Netweb disse: Temos o coração nas mãos, os nossos joelhos tremem, a curiosidade aumenta, e de um modo versátil começamos cheios de raiva que se transforma em compreensão nesta história que emociona do inicio ao fim.

Friks disse: pesar de estar bastante pior comparativamente ao anterior não deixa de ser uma obra prima , o que desde já diz muito sobre os jogos Last of Us. Parabéns Naughty Dog.

Salta para os comentários (96)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (96)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários