Explicada a morte permanente de Watch Dogs Legion

É uma opção do jogador.

O sistema de morte permanente de Watch Dogs Legion, que faz parte de um sistema maior que te permite jogar com qualquer personagem, foi melhor explicado pela Ubisoft numa entrevista com o Gaming Bolt.

Clint Hocking, director criativo na Ubisoft, disse que a "morte permanente é sempre uma jogada opcional para o jogador". Basicamente, quando a tua saúde chegar a zero, entras num estado crítico. Nesta fase podes escolher renderes-te e ser enviado para a prisão (mais tarde podes resgatar essa personagem) ou continuar a lutar, arriscando a morte permanente daquela personagem.

"Visto que todas as missões, todas as linhas de diálogo e todas as cinemáticas foram escritas tendo em conta todas as personagens possíveis, a perda de uma das tuas personagens significa que o resto da tua equipa terá que continuar desse ponto e a história continuará".

O director criativo também salientou também que "cada personagem tem a sua história de origem, de como foram recrutadas pelo DedSec". Assim que essas personagens são recrutadas, o foco das missões principais e do resto do jogo são a DedSec como uma equioa.

Watch Dogs Legion será lançado a 6 de Março de 2020.

Publicidade

Salta para os comentários (4)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

The Game Awards - Todas as novidades numa página

A Xbox Series X, os vencedores, jogos PS5 e mais.

Sekiro nomeado o Jogo do Ano nos Game Awards 2019

Disco Elysium foi um dos grandes nomes da noite.

Senua's Saga: Hellblade II anunciado para a Xbox Series X

Trailer feito com o motor do jogo é impressionante.

Ghost of Tsushima chegará no Verão de 2020

Viagem ao Japão garantida entre Junho e Setembro.

Também no site...

Comentários (4)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários