Fumita Ueda criou alguns dos maiores exclusivos que alguma vez chegaram às consolas Playstation, como Ico ou Shadow of the Colossus. No entanto, foi revelado durante a Reboot Develop, na Croácia, que o mundo dos videojogos não era o desejo inicial do realizador.

De acordo com o VG247, a paixão inicial de Ueda era a arte e que o mesmo nunca planeou entrar no mercado dos videojogos. Quando completou o ensino secundário e a universidade, o próprio revelou, através de um tradutor, que "Não sabia se ia conseguir ganhar dinheiro assim. Não sei se esse é um sonho muito realista de se ter, fazer arte".

Assim sendo, Ueda pensou que iria criar jogos durante alguns anos até que a sua carreira no ramo da arte começasse a ganhar maior peso. Esta filosofia esteve por trás da criação dos seus jogos: uma vez que pensava que um jogo poderia ser o seu último, o director apostava em grande no design já que não tinha nada a perder. E, com isso, criou alguns dos jogos mais aclamados de toda a história.

De qualquer das formas, parece que Ueda já se conformou com o seu destino e, há cinco anos, concluiu que seria um designer de videojogos durante toda a sua vida.

Já jogaste alguma das suas obras?

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Salgado

Jorge Salgado

Redactor

Fã de cultura pop, séries jogos animes. É o nosso noobie.

Mais artigos pelo Jorge Salgado