Um dos melhores jogadores profissionais de FIFA foi banido das competições oficiais por usar um termo homofóbico num vídeo.

Tassal "Tass" Rushan, Campeão Europeu de FIFA é de Londres e faz parte da organização Faze Clan, deu que falar quando apresentou um vídeo no Youtube e usou um termo inadequado para se referir a uma carta.

Tass apresentou uma carta virtual de FIFA Ultimate Team e chamou-a de "fag" - termo ofensivo frequentemente usado para descrever pessoas homosexuais, mas que pode ter outros significados para os Ingleses.

Após receber várias vezes Matías Vecino, centro campista Uruguaio que joga no Inter Milan, Tass não se conseguiu controlar.

"E desta forma, estamos a ver novamente este "fag" do caraças," disse ele.

1
Tassal 'Tass' Rushan.

Esta frase chamou a atenção da EA Sports que decidiu suspender Tass das competições oficiais de FIFA 19 por um tempo indeterminado.

Tass apresentou um novo vídeo onde diz desconhecer que "fag" é um termo homofóbico porque é de Londres.

"É uma infeliz e não intencional incompreensão da minha parte," diz ele.

"Devido ao sítio onde cresci, a conotação dessa palavra, da minha perspectiva até à data, era apenas uma palavra diferente para chato ou idiota. Nem sequer um por cento de mim sabia que era qualquer tipo de conotação negativa perante a homosexualidade".

"Primeiro, se soubesse que era, de forma alguma diria algo daquela forma. Nunca diria algo daquela forma, confiem em mim.

"Penso que alguns de vocês me podiam apoiar nisto. Quem é de Londres? Sabia que aquela palavra tem essa conotação?"

Rushan apresentou depois um pedido de desculpas:

"Não sou esse tipo de pessoa. Agora que o descobri, nunca mais direi algo do género".

"Quero pedir desculpas à EA. Quero pedir desculpas à Faze. Desiludi a EA, desiludi a Faze. Desiludi-me a mim mesmo. Não é uma boa situação para estar."

Posteriormente, afirmou que quer voltar às competições de FIFA, inspirado por modelos da vida real como Thierry Henry.

"Por alguma razão, eu posso ser um modelo para alguns de vocês, mas admiro exemplos como Thierry Henry. Nem tudo na sua carreira foi positivo. Houveram alguns problemas. Foi como respondeu. Por isso, estou aqui, quero responder o mais positivo possível. Quero mesmo regressar."

O código de conduta da EA para FIFA 19 proibe termos ofensivos, ameaças, discurso de ódio, o envio repetido de mensagens indesejadas ou ataques pessoas, seja sobre raça, orientação sexual ou religião, mas não sabemos ainda se a EA aceitará o pedido de desculpas de Tass.

Recentemente, um outro jogador profissional de FIFA 19 foi banido por comportamento inadequado.

Kurt "Kurt0411" Fenech foi banido das competições oficiais de FIFA 19 pelo seu comportamento abusivo em relação a outros jogadores da comunidade.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão

Comentários (36)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Publicidade