Criador de A Way Out elogia a Naughty Dog

Diz que correm riscos em jogos AAA.

Josef Fares é a principal face da Hazelight Studios que acabou de lançar A Way Out e numa entrevista, durante a qual falou da necessidade da indústria correr mais riscos, elogiou a Naughty Dog pela sua postura e pelos riscos que corre.

Fares diz que existem dois lados da mesma moeda na actual indústria, sendo necessário um equilíbrio firme entre deixar os estúdios fazerem o que querem para correr riscos e apresentar uma visão firme.

"Existem dois lados da moeda aqui. Se deixares os programadores fazer o que querem, custará muito dinheiro. Algo que está a falar, mas cada vez é mais comum, é ter uma visão clara desde o início. Os jogos são caros, não podes ter uma atitude de 'sim, vamos lixar isto tudo'. Levo o meu trabalho muito a sério. Se dás 80 milhões de euros a alguém, queres saber que receberás algo de bom. É preciso existir esta compreensão, confiança entre as duas partes."

"Diria que a Sony e a Naughty Dog são um bom exemplo dessa relação. Uma grande editora, jogos com orçamentos muito grandes, mas a Naughty Dog corre na mesma riscos - do que sei, The Last of Us foi um risco para eles, era uma nova propriedade intelectual, mas existe respeito e compreensão da Sony. Acreditam que a equipa consegue. É uma relação que adoraria ter e penso que é uma relação saudável para todos."

A Way Out foi desenvolvido com a ajuda da Electronic Arts e Fares diz que recebeu imenso apoio da editora, duramente criticada e vista como uma companhia sem escrúpulos.

Assegurando que diz o que quer e não foi pago para defender a EA, Fares diz que, "A EA é conhecida por ser odiada, mas não tive qualquer problema. Claro que meteram o pé na poça ocasionalmente - como esta situação das caixas de loot - mas também acontece com as outras editoras."

Salta para os comentários (14)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (14)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários