10 coisas que queremos em Grand Theft Auto 6

Há sempre espaço para melhorar.

Nota: Este artigo foi originalmente publicado a 28 de Outubro de 2016. Consideramos apropriado voltar a partilha-lo com os nossos leitores à luz das novas informações que surgiram de GTA 6. De acordo com este novo rumor, o jogo terá uma escala mais "moderada" e será actualizado regularmente com novidades, um sistema que parece semelhante ao que já temos actualmente com GTA Online.

Grand Theft Auto VI ainda está longe. A Rockstar Games anunciou recentemente Red Dead Redemption 2 para 2017, e se há algo que aprendemos com este estúdio ao longo dos anos, é que só lança um novo jogo a cada vários anos. No entanto, nunca é cedo de mais para começarmos a enumerar a lista de coisas que gostaríamos de ver no próximo jogo da série, até porque Grand Theft Auto V já foi lançado há mais de três anos, e apesar de ser um jogo com muitos méritos, há espaço para melhorar.

1. Nova Cidade

Adorámos a revitalização que a Rockstar Games fez a Los Santos com Grand Theft Auto V. A cidade é maravilhosa e tem uma atmosfera vibrante, aproveitando bem os pontos conhecidos de Los Angeles, a cidade real que serviu de modelo para Los Santos. Apesar disto, temos sede de uma cidade nova. Já o jogo anterior, Grand Theft Auto IV, levou-nos novamente para uma cidade já conhecida, Liberty City, que foi inspirada em Nova Iorque. A última vez que tivemos uma área nova em Grand Theft Auto foi com San Andreas, que ambiciosamente incluiu cidades inspiradas em Los Angeles, São Francisco e Las Vegas no mesmo mundo.

a
GTA no Rio de Janeiro? Sim, por favor!

São várias as cidades que dariam um excelente palco para um título da saga Grand Theft Auto, mas nada bate o Rio de Janeiro. Esta cidade do Brasil tem todas as variantes para um jogo memorável: paisagens exóticas e belas, miscelagem de culturas, contraste brutal entre arranha-céus e favelas, e uma taxa de crimes elevada. Filmes como a Cidade de Deus e Tropa de Elite já nos mostraram que a realidade do Brasil é propícia para histórias cativantes com muita violência e injustiça à mistura, ingredientes ideais para um jogo como Grand Theft Auto.

A própria Rockstar Games já fez jogos no Brasil. Recordam-se de Max Payne 3? O jogo decorre em São Paulo, mostrando que o estúdio pode criar jogos fora do habitual cenário norte-americano.

AVANÇA PARA A PRÓXIMA PÁGINA

Salta para os comentários (64)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (64)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários