Metal Gear Solid existe graças à PlayStation

Kojima esteve prestes a abandonar a série.

1

Hideo Kojima está a trabalhar em Death Stranding em colaboração com a Sony, mas a relação de Kojima com o mundo da PlayStation é algo que já tem raízes históricas e foi crucial para a carreira do criador de Metal Gear.

Em entrevista com o GamesRadar, Kojima contou como esteve para abandonar Metal Gear antes do lançamento da primeira PlayStation e como a consola teve um papel preponderante para a série.

"Eu criei Metal Gear 1 e 2, e nessa altura, para mim, a série estava completa e terminada, e comecei a trabalhar noutros jogos de aventura. Naquele tempo Metal Gear foi sempre pensado como um jogo de escondidas," explicou ele. "Na altura não tínhamos poligonos em 3D, tivemos que fazer tudo em 2D. Por isso para Metal Gear não tive outra hipótese que não usar um design de jogo onde o jogavas numa perspectiva de cima".

"Estiava a trabalhar noutros jogos de aventura até que ouvi falar que um novo hardware chamado PlayStation iria ser lançado. O impressionante sobre ele é que tu serias capaz de criar poligonos em tempo real. A série Metal Gear para mim estava terminada, mas pensei naquela altura que seria capaz de fazer aquilo que originalmente tinha em mente. Posso dizer que Metal Gear Solid existe graças à PlayStation. O papel que a PlayStation teve foi o de tornar Metal Gear possível."

Publicidade

Salta para os comentários (21)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (21)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários