O pessoal da Infinity Ward trabalha no multplayer dos seus videojogos afincadamente já que se trata de um dos grandes pontos fortes da sua franquia Call of Duty, e desta vez falaram com o site Kotaku sobre o desenho dos mapas.

"O desenho simplifica tudo tanto que até os jogadores menos habilidosos têm menos coisas em que pensar," declarou Bowling sobre Modern Warfare 3. "O que se passa quando tens desenhos mais complexos é que os utilizadores mais veteranos utilizam isso a seu favor e dificultam ainda mais a vida dos jogadores novatos."

"Há menos lugares por onde se possam esconder, isso vai desanimar a mentalidade campista que começou a emergir em Modern Warfare 2," explicou ele. "O estilo de Modern Warfare, para mim, sempre tratou-se de combates em alta velocidade e a ritmo frenético e que possui controlos fluídos a uma taxa de imagens por segundo de 60 FPS num combate concentrado na infantaria. Está todo focado na jogabilidade de arma-contra-arma, principalmente em Modern Warfare 3."

"Penso que é algo que conseguimos em Call of Duty 4, mas que nos afastou em Modern Warfare 2 com o apoio aéreo, killstreaks, perks e coisas do género. Modern Warfare 3 foi tudo ele construído tendo por base a mentalidade de Call of Duty 4," afirmou Bowling.

Publicidade

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Mais artigos pelo Luís Alves