Skip to main content

Microsoft garantiu à CMA que não ia aumentar o preço do Xbox Game Pass

Mas acabou por fazê-lo.

Crédito da imagem: Microsoft

Há um ano, no meio dos debates relativos à aquisição da Activision Blizzard, a Microsoft garantiu à CMA que não pretendia aumentar o preço do Xbox Game Pass.

"O Game Pass não aumentará de preço como resultado da fusão, e certamente não aumentará ao ponto de desequilibrar os substanciais benefícios dos títulos da Activision a chegar ao Game Pass no dia de lançamento.", reportámos aqui no ano passado.

Na altura, a Microsoft afirmou que não aumentou os preços do Game Pass com a entrada direta dos jogos da Bethesda e ZeniMax, e assegurou que esse seria o exemplo a seguir com a Activision Blizzard.

Infelizmente, as mais recentes notícias relativas ao Game Pass parecem contradizer a posição que a Microsoft tinha no ano passado. A gigante americana anunciou um aumento de preço para o Xbox Game Pass Ultimate (que passará a custar 17,99€ por mês), do PC Game Pass (que passa de 9,99€ para 11,99€) e ainda do Xbox Game Pass Core (sofre um aumento anual de 59,99€ para 69,99€).

A aquisição da Activision Blizzard foi finalizada em outubro passado e não houve aumentos imediatos de preços nas subscrições do Xbox Game Pass. É importante notar que, com esta aquisição, a Microsoft tornou-se dona de franquias muito importantes, das quais se destaca Call of Duty.

Lê também