Skip to main content

Call of Duty Black Ops 6 não terá benefícios mesquinhos por plataformas

Palavras de Spencer.

Image credit: Xbox

A série Call of Duty é uma das mais populares do mundo, estatuto que não cedeu nem um pouco com a chegada de uma nova era de jogos serviço gratuitos, como Fortnite, que agarram os jogadores durante anos.

Mesmo com lançamentos anuais pagos, os jogos Call of Duty permanecem entre os mais vendidos, batem recordes de atividade, e continuam entre os mais populares. Agora que é dona de Call of Duty, a Microsoft Gaming quer acabar com as táticas que tentavam tirar proveito da sua popularidade para favorecer uma plataforma, seja com conteúdos exclusivos ou acessos antecipados.

Na sua recente conversa com o IGN, após a recente Showcase de verão, Phil Spencer fez questão de mostrar o quanto detestava a parceria da PlayStation com a Activision para Call of Duty, que resultava em acesso antecipado às betas, entre outras coisas.

O líder da Microsoft Gaming disse que agora, como dono de Call of Duty, "quero dar-te a escolha sobre como jogas os teus jogos, e com quem jogas, e tentar não fazer coisas mesquinhas por plataformas para te forçar a fazer o que eu quero que faças."

Na própria Showcase, Spencer disse que está na hora de todos os jogadores Call of Duty desfrutarem de acesso simultâneo a todo o conteúdo, seja a beta, o jogo, as expansões e cosméticos.

Lê também