Singstar

Abram alas para as novas estrelas da música

Chegou finalmente a altura de podermos saltar da banheira para fora e cantar em frente da televisão as músicas que não nos saem da cabeça. Soltem o Zé Cabra e a Ana Malhoa que há dentro de vós, pois está a chegar a hora de velhas lendas caírem para dar lugar ao brilhante e rejuvenescido elenco de jogadores que assola o mundo da Playstation.

A estreia de Singstar na Playstation 3 só peca pela sua chegada tardia. Uma franquia como esta deve estar sempre apostos para entrar na sala daqueles que tanto a apreciam, e, com a chegada da nova geração tornou-se obrigatório revitalizar a série com novos conceitos especialmente ligados à componente online, algo que só poderia ser realizado na nova consola da Sony.

A principal novidade, como todos já devem saber, é a SingStore. Uma loja online que dá a liberdade aos jogadores de comprarem as suas músicas preferidas para assim construírem, de certa forma, o seu álbum. Cada música tem um preço de 1.49¤, bem como os planos de fundo que servem para dar um novo ar ao jogo. São temas personalizados que funcionam como os dos telemóveis ou até mesmo do Windows, dando assim um novo aspecto aos menus e a alterando a música de fundo. E como a ideia não é enganar ninguém, antes de ser comprada qualquer música ou plano de fundo, é possível ver um pequeno vídeo com uma previsão daquilo que vamos comprar.

Todo o jogo tem um aspecto muito estiloso, os menus são especialmente atraentes e funcionam da mesma maneira que a Playstation Store. No primeiro contacto são algo confusos, mas a curva de aprendizagem é curta. Em qualquer momento pode ser pressionado botão Start, que funciona como uma tecla de atalho, permitindo ir rapidamente à SingStore, ao Menu principal e até mesmo à lista de amigos.

A nível da jogabilidade não existem grandes inovações, os modos de jogo são os mesmos que nas versões anteriores e o sistema de reconhecimento de voz continua igual. Algo que pode ser dado como um ponto negativo, o jogo apenas distingue sons, não interessando se cantamos realmente a música ou apenas a cantarolamos. Podem então contar com o aparecimento de imensos batoteiros durante as sessões de Karaoke. Consideramos que deveriam existir as duas opções, não só o reconhecimento de som mas também de fonemas, pelo que cada um escolheria a opção que mais lhe convém, pois em muitas músicas estrangeiras é quase impossível não cantarolar.

A lista de músicas presente no CD original é relativamente restrita aos gostos de cada um, são em grande parte músicas antigas de grande sucesso e muitas delas são difíceis de cantar. Não existem músicas portuguesas no jogo mas já é possível comprar cerca de 10 músicas nacionais na SingStore. A SingStore embora já conte com mais de 250 músicas continua despida de algumas grandes bandas conhecidas por todos, algumas delas que até já aparecerem noutras versões do jogo continuam ainda sem marcar presença na Store, mas esperemos que rapidamente isto mude em futuras actualizações da mesma.

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (0)

Sobre o Autor

Ricardo Madeira

Ricardo Madeira

Colaborador

É redator e dá voz à Eurogamer Portugal. É um dos mais antigos membros da equipa, e ao mesmo tempo um dos mais novos. Confusos? É simples.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (0)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários