SEGA não vira a cara a uma sequela de MadWorld

Se os fãs estiverem interessados.

Mesmo numa plataforma repleta de experiências únicas, MadWorld é único e facilmente se consegue destacar entre os outros, até porque apela a um público diferente.

Ao contrário da maioria dos jogos que apela ao público casual, MadWorld apela aos mais aficionados dos videojogos e adeptos de experiências mais maduras. Essa foi a intenção da SEGA e a própria diz que se o público quiser mais, então pode vir haver mais MadWorld.

Segundo Sean Ratcliffe da SEGA, "se tiver impacto na audiência, sim, vamos absolutamente querer torná-lo num franchise. Eu penso que é único, e que muitos aspectos do jogo estão a quebrar barreiras".

Obviamente qualquer companhia não se importa de tornar um jogo num franchise, desde que o jogo tenha o sucesso suficiente para o permitir.

Salta para os comentários (6)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Steam Game Festival: Summer Edition adiado

Decorrerá alguns dias mais tarde.

EA Play 2020 adiado

Existem conversas mais importantes a decorrer.

Comentários (6)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários