Peace Walker vai exigir centenas de horas para completar

Kojima promete gráficos surpreendentes.

Em declarações na última edição da revista interna da Konami, o criador da série MGS, Hideo Kojima, disse que Metal Gear Solid: Peace Walker vai ser uma sequela tão cheia de conteúdos que vai ser preciso centenas de horas para completar o jogo.

Na revista que podia ser lida durante a gamescom, Kojima escreveu que, "A equipa principal de MGS4 está a participar no desenvolvimento deste título e eu estou envolvido em todos os aspecto do jogo, que vão desde o design, até à direcção e escrita de cenários."

Em Peace Walker o jogador vai ser transportado até à Costa Rica dos anos 70, dez anos após os eventos de Metal Gear Solid 3. Na história do jogo, e à medida que Snake e a sua equipa defendem a nação de uma invasão estrangeira sem a ajuda dos militares, eles começam a questionar sobre o que andam ali a fazer e qual o propósito da guerra.

Kojima disse também que o jogo vai ser um título gráficamente bonito apesar de estar a ser desenvolvido na PSP.

"Apesar de estar a ser desenvolvido na PSP, nós não temos planos de fazermos qualquer tipo de compromissos com os gráficos. A equipa de arte está acostumada a produzir a um nível de qualidade vista na PS3 e o resultado vai fazer-te pensar se este se trata realmente de um jogo PSP."

Kojima terminou dizendo que Peace Walker vai incluir também muitas características únicas na PSP, e um novo sistema de jogabilidade.

Podem ver o último trailer de Metal Gear Solid: Peace Walker, que a Konami trouxe para a gamescom, na Eurogamer TV.

Salta para os comentários (31)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (31)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários