Crianças na China limitadas a 3 horas de videojogos por semana

Novas medidas entram em vigor em Setembro.

A China vai limitar ainda mais as horas semanais que as crianças podem passar a desfrutar de videojogos.

Previamente, as crianças até 12 anos podiam jogar até uma hora por dia ou até duas horas no caso de crianças entre 13 e 18 anos. As novas restrições, que entram em vigor a 1 de Setembro, ditam que os menores de idade apenas podem jogar entre as 20h00 e 21h00 nas Sextas-Feiras, fins-de-semana e feriados.

São três horas por semana, a não ser em semanas em que haja feriados. Outra novidade é que o governo chinês obriga agora as companhias a implementar um sistema de verificação de identidade, ou seja, apenas é possível ter uma conta associada a um nome real, limitando "brechas" no sistema.

Daniel Ahmad, analista da Nyko Partners e especialista no mercado asiático de videojogos, disse no Twitter existem actualmente cerca de 110 milhões de menores na China que são jogadores.

A Tencent, uma das maiores companhias da China e grande investidora no mercado internacional de videojogos, refere que os jogadores com menos de 16 anos na China representam 2.6% da sua base total de jogadores.

No geral, o impacto económico destas restrições não deverá ser significativo, mas as medidas rigorosas do governo chinês podem afastar futuros investimentos de editoras estrangeiras.

Salta para os comentários (41)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (41)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários