Activision Blizzard acusada de destruir documentos pelo Estado da Califórnia

Responde dizendo que está a lutar por melhorias.

O Estado da Califórnia decidiu reforçar a sua luta legal contra a Activision Blizzard e acusa o departamento de recursos humanos da companhia de destruir documentos relacionados com queixas de funcionários e investigações internas.

Segundo o Axios, estes documentos deviam ter sido preservados enquanto a investigação legal decorre, mas o estado da Califórnia critica ainda a Activision Blizzard por forçar acordos que prejudicam a capacidade dos funcionários em falar. Além disso, critica o envolvimento da WilmerHale, empresa contratada pela Activision Blizzard, por acreditar que interfere diretamente com os seus esforços.

Perante isto, a Califórnia expandiu os termos dos documentos originais para incluir funcionários temporários ou a contrato.

A contratação da WilmerHale tem dado imenso que falar e gerou imensas críticas, mesmo por parte de investidores da Activision Blizzard, pois ao recrutar uma companhia para executar a sua própria investigação interna, a Activision Blizzard poderá estar na verdade a interferir com a investigação original.

"Esta companhia tem uma conhecida reputação como defensora dos abastados e bem conectados, mas não é conhecida por esconder transgressões," disse Dieter Waizeneggar, líder de um dos maiores grupos de acionistas da Activision Blizzard.

A companhia está a ser acusada de promover uma cultura que banaliza o assédio sexual, desigualdade de salários e ainda comportamentos inapropriados para um local de trabalho. Ao longo das últimas semanas, a Activision Blizzard tem implementado diversas medidas e diz estar a dar os passos necessários para melhorar as suas condições de trabalho.

Perante as atualizações feitas pelo Estado da Califórnia ao processo, a Activision Blizzard respondeu que está a implementar diversas reformas aos seus locais de trabalho para criar locais mais justos para todos os funcionários.

Além de grandes mudanças entre os funcionários nas posições de liderança, está a atualizar as suas políticas de contratações, a aumentar a transparência sobre igualdade salarial, a expandir o treino para o pessoal dos recursos humanos, a criar equipas de investigação interna, a restruturar divisões para sustentar maior responsabilidade e a melhorar os processos nos quais os funcionários avaliam os gestores.

A Activision Blizzard diz ainda que partilha o mesmo objetivo do estado da Califórnia, encontrar os responsáveis pelas más práticas e melhorar o seu ambiente de trabalho.

Salta para os comentários (7)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

O que estamos a jogar - 19 Setembro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

Destroy All Humans! 2 remake e Outcast 2 são 2 dos 7 jogos anunciados pela THQ Nordic

SpongeBob SquarePants: The Cosmic Shake também foi anunciado.

Ex-CEO da Capcom USA e Europe vai para a Sony Interactive Entertainment

Para gerir relações com estúdios externos na Ásia.

Anthony Mackie será John Doe na série Twisted Metal

A PlayStation Studios começa mais um projeto.

Também no site...

Comentários (7)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários