O que estamos a jogar - 17 de Julho

É tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

17 de Julho de 2021

Olá, bem-vindo a esta nossa rúbrica semanal, na qual falamos de alguns dos jogos que temos jogado nas últimas semanas ou que ainda estamos a jogar nestes dias de confinamento. Estes são os jogos que nos entusiasmam e que mesmo com tempo limitado, não conseguimos resistir a jogar.

Nós por aqui temos sempre muito que fazer, sempre atarefados com novos jogos, novidades da indústria, e claro, há que manter a nossa comunidade informada e a par de que se passa. Tentámos chegar a todo o lado, e isso retira-nos aquele tempo especial para relaxarmos e jogar o que mais amamos. Há sempre aquele jogo especial que não conseguimos largar, e agora irão ficar a saber o que temos andado a jogar às "escondidas".

E tu, o que tens andado a jogar nestes últimos tempos? Nós queremos saber.

F1 2021

2

Esta semana tenho-me envolvido em estonteantes grandes prémios de F1. O novo jogo da Codemasters já está aí e desta vez com um modo de particular interesse, o Braking Point. É uma óptima forma de conhecer os meandros da F1 e a competição que existe entre os pilotos. Depois podemos disputar os grandes prémios de forma isolada, uma forma de emparelhar o virtual ao real, que este fim de semana estreia a corrida de sprint, sábado de tarde, uma corrida de 17 voltas cuja classificação final marca a grelha de partida para o GP de domingo. Infelizmente, este novo modelo de fim de semana de F1 ainda não está contemplado no jogo, mas sempre podemos simular umas distâncias de corrida em grande prémio. Este ano tenho optado por jogar numa configuração arcade e descontraída, o que me traz à memória os primeiros F1 oficiais, da antiga Psygnosis.

Vítor

Prey (Xbox Series X)

prey_2

E mais uma semana em redor de Prey, na versão Xbox Series X. Não imaginei que o jogo fosse tão grande, não só pela sua história principal, mas também devido às missões secundárias que são imensas. Mas hoje vou destacar as mecânicas de jogo, que são uma das grandes atrações aqui. É fantástica a diversidade de formas que podemos abordar os desafios propostos, desde apostar em capacidades de hack, mais força para mover objetos pesados, teletransporte, velocidade aumentada, já para não falar das armas que são realmente funcionais e apropriadas para as específicos momentos e inimigos. É uma multiplicidade de capacidades que proporcionam diversão e sobretudo uma recompensadora jogabilidade, temos de facto satisfação quando jogamos Prey. É isso que procuramos num videojogo, satisfação pelo tempo que lhe estamos a dedicar.

Adolfo

Sackboy: Uma Grande Aventura (PS5)

1

Munido de alguma curiosidade, comprei Sackboy: Uma Grande Aventura numa oportunidade que surgiu e decidi finalmente descobrir do que se trata este jogo da Sumo Digital, alvo de diversos elogios. Estou agora no último mundo e confesso que estou agradavelmente surpreendido. É um jogo simples, mas muito divertido e que apesar de sentir que toda a sua inspiração está em ideias vindas de Super Mario, tem um toque musical muito irreverente e oportuno, o lado social assenta-lhe muito bem e é perfeito para umas sessões de Verão descomprometidas e para relaxar. Os últimos níveis tornam-se um pouco mais difíceis, mas no geral é um jogo para jogar de sorriso na face, mesmo sem nada de propriamente novo.

Bruno

Salta para os comentários (47)

Sobre o Autor

Adolfo Soares

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (47)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários