Onda de calor em Seattle afecta produção de videojogos

Temperaturas elevadas baixam a produtividade.

As altas temperaturas que se estão a fazer sentir em Seattle, no estado de Washington, estão a dificultar a produção de videojogos, de acordo com Jason Schreier, o jornalista da Bloomberg que se especializa na indústria dos videojogos.

"Recebi várias mensagens de um produtor de jogos AAA em Seattle que diz que está tanto calor que ninguém consegue trabalhar," disse Schreier no Twitter. "Jogadores, espero que estejam a ouvir isto. O aquecimento global está a impedir que os jogos sejam feitos."

O site de meteorologia dos Estados Unidos tem um aviso de "Calor Excessivo" para grande parte do Noroeste dos Estados Unidos, onde está situada a cidade de Seattle.

A cidade alberga actualmente mais de 70 companhias ligadas aos videojogos (segundo o site Built in Seattle), incluindo a Bungie, Twitch, Niantic, Popcap Games, Electronic Arts, ArenaNet e Sucker Punch.

A previsão de meteorologia indica que a cidade de Seattle vai enfrentar temperaturas com variações máximos entre os 31 e 27 graus nos próximos dias. Temperaturas tão elevadas não são habituais ali, o que faz com que as casas equipadas com ar condicionado sejam raras.

Salta para os comentários (69)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

PlayStation 5 CFI-1100 review: melhor ou pior do que a consola de lançamento?

O modelo revisto da Sony é tranquilizador e não controverso.

Short Games Collection chegará à Switch a 1 de Outubro e foi feita em Portugal

5 mini-jogos para quem quer diversão e tem pouco tempo.

Gran Turismo 7 usa o mesmo sistema de danos de GT Sport

Polyphony Digital confirma que usa a mesma tecnologia.

Comentários (69)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários