Youtube pode agora monetizar qualquer vídeo, mesmo que não queiras

Poder! Poder Ilimitado! 

O Youtube alterou hoje os seus termos de serviço em Portugal e outros países para ter um poder absoluto sobre as publicidades que aparecem nos vídeos disponíveis na plataforma.

Num email enviado aos utilizadores registados, é referido que as novas regras, que entram em vigor a 1 de Junho, permitem ao Youtube monetizar todos os vídeos, atropelando a habilidade dos utilizadores para publicar vídeos não-monetizados.

Aqui está um resumo das novas regras:

  • Reconhecimento Facial: os termos de serviço já ditam que não podes recolher informação que identifique uma pessoa sem a sua permissão. Isto sempre incluiu informação de reconhecimento facil, mas os novos termos tornam isso explícito.
  • Youtube tem o direito de monetizar: o Youtube tem o direito de monetizar todos os conteúdos da plataforma e publicidade pode aparecer nos vídeos de canais fora do programa de parceiros do Youtube.
  • Pagamentos de Royalities e retenção de impostos: para criadores com direito a pagamentos de receitas, tais pagamentos serão tratados como royalties na perspectiva de impostos dos E.U.A. e a Google vai reter os impostos requeridos pela lei.

Semelhantes termos já tinham entrado em vigor nos Estados Unidos em Novembro de 2020, mas agora expandiram-se para outros territórios, incluindo Portugal. Há vários criadores de conteúdos que optam por não-monetizar os seus vídeos, indo buscar a receita a outras plataformas como o Patreon.

Com os novos termos em vigor, a publicidade pode aparecer em qualquer vídeo da plataforma, retirando essa liberdade aos criadores de conteúdos.

Salta para os comentários (31)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (31)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários