Rumor: PlayStation Japan Studio será reduzido à Team Asobi

Atualizado: Sony confirma.

Atualização: 26/02

A Sony Interactive Entertainment confirmou que a Sony Japan Studio deixará de existir pois será integrada na Team ASOBI.

Após o artigo apresentado ontem pelo VGC, um representante da Sony confirmou ao IGN que os relatos estão corretos e além de integrar o que resta da Japan Studio na Team Asobi, comunicou que o desenvolvimento externo e outras divisões serão distribuídos noutros setores PlayStation.

"Num esforço para fortalecer as operações, a SIE confirma que a PlayStation Studios JAPAN Studio será reorganizada numa nova organização a 1 de Abril. A JAPAN Studio estará centrada na Team ASOBI, a equipa criativa responsável por Astro's PLAYROOM, o que permitirá à equipa focar-se numa só visão e construir sobre a popularidade de Astro's PLAYROOM."

"Além disso, os papeis na produção externa, localização de software e gestão de propriedades dos jogos da JAPAN Studio ficarão concentrados dentro das funções globais da PlayStation Studios."

Isto confirma o que foi avançado ontem pelo VGC e que a JAPAN Studio foi encerrada. A esperança para propriedades como Ape Escape ou Gravity Rush dependerá da vontade da Team ASOBI para criar sequelas internamente ou ceder as propriedades a estúdios externos.

Original: 25/02

A recente onda de saídas da Sony Interactive Entertainment Japan Studios é um claro indicador dos despedimentos e redução de funcionários que a casa mãe está a efetuar, avança o VGC.

Após o anúncio que o diretor de Bloodborne está de saída do estúdio (apenas uma das várias figuras de alto perfil a deixar o estúdio nos últimos meses), o VGC diz ter sido informado por diversas fontes que a Sony não renovará os contratos à grande maioria dos funcionários e ficará somente com a Team Asobi (responsável por Astro) e uma pequena equipa para trabalhar com estúdios externos.

No seu artigo, o site partilha mensagens de outros funcionários da PlayStation Japan Studio que estão de saída já em Fevereiro e segundo as suas fontes, a grande maioria dos funcionários não viu o contrato renovado e afirmam que a vontade da sede nos Estados Unidos é manter apenas uma equipa para localizar jogos e servir como ponte entre os estúdios japoneses.

Uma das fontes disse ainda que o "Departamento de Desenvolvimento Externo", responsável por servir como ponte em projetos como Demon's Souls, Bloodborne e outros, permanecerá, mas a grande maioria dos funcionários ficará sem emprego, enquanto outros decidiram acompanhar Keiichiro Toyama na sua aventura no Bokeh Game Studio.

Segundo alegam estas fontes, a SIE decidiu praticamente encerrar o Japan Studio porque não era rentável o suficiente nos últimos anos e enquanto os criativos queriam criar jogos para o mercado japonês, com esperança de terem apelo global, a PlayStation queria sucessos mundiais como os estúdios ocidentais produzem.

Aparentemente, a decisão foi tomada há cerca de um ano e foi motivada pela falta de grandes sucessos mundiais desenvolvidos pela Japan Studio e pela mudança de foco no poder da PlayStation do Japão para os Estados Unidos, como relatado no ano passado, mas desmentido por Jim Ryan, CEO e presidente da SIE.

Ape Escape, Siren, Patapon e Gravity Rush foram alguns jogos e séries desenvolvidos pelo Japan Studio, que nasceu em 1993 e figura como o mais antigo estúdio da SIE. Além disso, ajudou na produção de jogos como Bloodborne, The Last Guardian e Demon's Souls remake, desenvolvidos em colaboração com estúdios externos.

Salta para os comentários (53)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Epic já perdeu mais de 380 milhões de euros com a sua Epic Games Store

Investimento a longo prazo significa fundos perdidos.

Rumor: PlayStation prepara resposta ao Xbox Game Pass

Quer reagir à popularidade do serviço da Microsoft.

PS5 já vendeu mais do que a Vita, Wii U e Dreamcast no Reino Unido

A consola mais vendida pelo 2º mês consecutivo.

Também no site...

Comentários (53)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários