Xbox Series X sem exclusivos no lançamento para benefício dos jogadores

Phil Spencer explica a filosofia da Xbox.

A Microsoft está a preparar o lançamento da sua nova Xbox, a Series X, para o final de 2020 e um dos maiores tópicos de discussão pré-lançamento tem sido a forma como a companhia romperá com o conceito tradicional de gerações.

Para não abandonar os jogadores neste período de transição entre gerações, a Microsoft anunciou que Xbox Series X não teria exclusivos nos primeiros anos de vida, algo que mostra o desejo da companhia em quebrar com os conceitos tradicionais.

Na recente entrevista em que voltou a ser questionado sobre a realidade virtual na Xbox, Phil Spencer foi questionado sobre esta filosofia e a sua resposta mostra novamente a vontade de trabalharem pelo melhor do consumidor.

"Um dos benefícios de estar dentro da Microsoft é que estamos perto do desenvolvimento do que se passa no PC, há vários anos. Penso que hoje, se olharmos para o ecossistema PC, vemos alguns dos melhores jogos, da melhor fidelidade, nos PCs de alta gama e alguns desses mesmos jogos podes corrê-los em PCs que têm alguns anos de vida e menos capacidades."

"O estado dos motores e capacidades actuais, significa que os criadores têm a capacidade de tirar total proveito do hardware gaming que está à sua frente."

"Obviamente, construímos a nossa estratégia para a Series X, começámos com isso em mente, queríamos construir uma consola de jogos que ia ser a melhor possível que podíamos entregar numa televisão e oferecer capacidades únicas aos criadores para criarem os melhores jogos. Mas não queres fazer aquela exclusão de todos os outros e também queres fazer isso de mão dada com os criadores pois eles querem encontrar o maior número possível de jogadores. E sim, existem contra-partidas."

Spencer diz que os jogadores de hoje querem jogar os jogos com os seus amigos, independentemente do dispositivo em que estão e querem ter acesso ao maior número possível de videojogos. Além disso, os criadores querem usar a melhor tecnologia possível.

"Construímos este plano com base nesses três princípios e temos uma sensação muito boa com a nossa posição."

Spencer diz que os jogadores foram colocados em primeiro plano e não o dispositivo, a Xbox Series X.

Salta para os comentários (127)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (127)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários