Xbox Series X sem exclusivos no lançamento para benefício dos jogadores

Phil Spencer explica a filosofia da Xbox.

A Microsoft está a preparar o lançamento da sua nova Xbox, a Series X, para o final de 2020 e um dos maiores tópicos de discussão pré-lançamento tem sido a forma como a companhia romperá com o conceito tradicional de gerações.

Para não abandonar os jogadores neste período de transição entre gerações, a Microsoft anunciou que Xbox Series X não teria exclusivos nos primeiros anos de vida, algo que mostra o desejo da companhia em quebrar com os conceitos tradicionais.

Na recente entrevista em que voltou a ser questionado sobre a realidade virtual na Xbox, Phil Spencer foi questionado sobre esta filosofia e a sua resposta mostra novamente a vontade de trabalharem pelo melhor do consumidor.

"Um dos benefícios de estar dentro da Microsoft é que estamos perto do desenvolvimento do que se passa no PC, há vários anos. Penso que hoje, se olharmos para o ecossistema PC, vemos alguns dos melhores jogos, da melhor fidelidade, nos PCs de alta gama e alguns desses mesmos jogos podes corrê-los em PCs que têm alguns anos de vida e menos capacidades."

"O estado dos motores e capacidades actuais, significa que os criadores têm a capacidade de tirar total proveito do hardware gaming que está à sua frente."

"Obviamente, construímos a nossa estratégia para a Series X, começámos com isso em mente, queríamos construir uma consola de jogos que ia ser a melhor possível que podíamos entregar numa televisão e oferecer capacidades únicas aos criadores para criarem os melhores jogos. Mas não queres fazer aquela exclusão de todos os outros e também queres fazer isso de mão dada com os criadores pois eles querem encontrar o maior número possível de jogadores. E sim, existem contra-partidas."

Spencer diz que os jogadores de hoje querem jogar os jogos com os seus amigos, independentemente do dispositivo em que estão e querem ter acesso ao maior número possível de videojogos. Além disso, os criadores querem usar a melhor tecnologia possível.

"Construímos este plano com base nesses três princípios e temos uma sensação muito boa com a nossa posição."

Spencer diz que os jogadores foram colocados em primeiro plano e não o dispositivo, a Xbox Series X.

Publicidade

Salta para os comentários (162)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (162)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários