Bandai Namco considera subscrições como possíveis ameaças

Considera que o valor é demasiado baixo.

Perante a iminente chegada de uma nova geração de consolas, a indústria está agora mergulhada numa febre em torno dos serviços por subscrição e streaming, algo que poderá mudar por completo os videojogos.

Enquanto a Google prepara o Stadia, o seu serviço de streaming, a Microsoft prepara o Project xCloud para streaming de jogos e desfruta de grande popularidade no seu Xbox Game Pass - serviço por subscrição com acesso a centenas de jogos. A EA também já aderiu ao acesso por subscrição a jogos e a Ubisoft está a preparar o seu próprio serviço.

Perante isto, surgem questões sobre as outras grandes editoras e se estão dispostas a apostar em serviços similares. A Bandai Namco está atenta, mas também acredita que existem pontos negativos, segundo diz Hervé Hoerdt.

O vice presidente sénior de marketing, digital e conteúdos na Bandai Namco Europe foi questionado sobre a posição da companhia quanto aos serviços e diz até que podem ser considerados como uma ameaça.

"As subscrições são mais uma ameaça, isso é certo," começa por dizer Hoerdt.

"O modelo de negócio por detrás destas subscrições será baseado em duas coisas: o número de horas jogadas no teu jogo comparado com o total de horas que as pessoas jogaram, e o número de jogos jogados comparado com o número total de jogos."

"Assim sendo, na corrente de valor, vemos uma grande cascata e no final, o valor é muito baixo para sermos capazes de investir mais no conteúdo. É essa a ameaça que vemos. Mas de resto, em termos gerais, é entusiasmante, apelativo, mais oportunidades no futuro."

No entanto, Hoerdt não considera o mesmo para o streaming e diz que é algo diferente.

"Penso que existe uma percepção errada, o streaming não significa subscrição."

"Não é obrigatório. E colocamos alguns jogos lá, fizemos testes, temos Dragon Ball Xenoverse 2 a caminho do Stadia, mas temos mais projectos a caminho. Não na primeira vaga, mas existirão 3 ou 4 vagas nos próximos anos, por isso teremos alguns jogos e penso que é importante fazermos esta aposta e ver como corre."

Salta para os comentários (14)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (14)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários