WarioWare Gold - Análise - It's Wario time!

Testa os teus reflexos.

Um conjunto de microjogos loucos que, por melhor que sejam, sabem mesmo a pouco.

Super Mario é indubitavelmente a mascote principal da Nintendo e a personagem que qualquer pessoa associa quando se fala da companhia japonesa mas - e por favor, não me crucifiquem - existe algo verdadeiramente fascinante em Wario que, por mais que tente, não consigo sentir com o seu primo de chapéu vermelho.

Wario tem uma personalidade adoravelmente demoníaca: é arrogante, mesquinho, ligeiramente convencido e a sua obsessão desmesurada por ouro e dinheiro torna-o um anti-herói com o qual me consigo relacionar - e, por extensão, uma personagem mais tridimensional que, por norma, não vemos de forma frequente nos jogos da Nintendo.

Anunciado num Nintendo Direct em Março de 2018, eis que chega à 3DS WarioWare Gold, mais um jogo da saga Wario que coloca os teus reflexos, rapidez, raciocínio, agilidade e conhecimentos de inglês à prova. E de que maneira. WarioWare contém mais de 300 mini-jogos divididos em quatro categorias distintas que te obrigarão a usar os botões da consola, o stylus, o giroscópio e o microfone.

Wario coloca os teus reflexos, rapidez, raciocínio, agilidade e conhecimentos de inglês à prova. E de que maneira.

CA780747_D208_4978_BCCA_5C2C5633AA71_1024x621

Os jogos, por si só, não são difíceis: todavia, tens apenas cerca de 5 segundos para os completares e nunca sabes aquilo que te espera e com o qual podes contar: podes ter que arrancar um pêlo do nariz… marcar um golo… dar palmadas num traseiro de um cavalo… Assim que o minijogo começa, tens de ver a ordem que te é dada e perceber aquilo que consegues manipular no ambiente do jogo, o que pode ser um pouco enervante mas igualmente aliciante.

Até porque, diga-se de passagem, este é um jogo repleto de humor e vários microjogos levaram-me mesmo a pensar se estava, de facto, a jogar um jogo proveniente da Nintendo: para além de arrancar pêlos, poderás ter que passar alimentos pelo trato intestinal de um avatar usando o giroscópio, contar as verrugas da cara de uma personagem, arrancar um dente podre de uma boca, tirar a roupa a um jogador que está cheio de calor ou fazer cócegas no sovaco de um homem.

WarioWareGold1

O jogo não te oferece muitas segundas oportunidades e, caso falhes, irás perder uma das tuas quatro vidas: assim que as percas todas, serás recebido com o ecrã de Game Over, se bem que podes contornar esta situação gastando moedas que vais obtendo à medida que fores completando diferentes níveis.

O mais surpreendente de tudo, no entanto, foi o crossover à lá Avengers: Infinity War que está presente no jogo e que me apanhou totalmente desprevenido. Toda a família Nintendo está aqui, nem que seja por uns breves segundos: Link, Mario, Samus, Donkey Kong, DuckHunt, StarFox, Nintendogs, Yoshi's Island, Animal Crossing, Brain Games, Pushmo, Pikmin, entre muitos, muitos outros fazem aparições esporádicas no jogo, conferindo uma aura mais meta a WarioWare que me deixou agradavelmente surpreendido. Como podes imaginar, é impossível descrever todos os jogos presentes em WarioWare Gold, pelo que te posso apenas dar uma ideia geral do seu funcionamento: são breves, compactos e pura e simplesmente loucos.

wario_ware_gold_screenshot_1_

Cada “capítulo” vem acompanhado de cutscenes hilariantes e totalmente dobradas que mostram a personalidade das várias personagens.

Tudo isto é acompanhado por uma narrativa que mostra Wario no seu melhor (ou pior?). Quando se apercebe que está completamente falido, o vilão decide organizar um torneio de videojogos onde promete um prémio de 10 milhões de moedas para o vencedor em troca de um pagamento de entrada, contratando vários designers para criarem jogos para o evento - ao longo de WarioWare Gold, terás de derrotar os jogos dos diferentes designers, sendo que cada “capítulo” vem acompanhado de cutscenes hilariantes e totalmente dobradas que mostram a personalidade das várias personagens que dotam este mundo.

Ainda assim, não te deixes enganar com a quantidade de minijogos presentes em WarioWare… mesmo com 300 mini-jogos, WarioWare é um jogo muito, muito pequeno e, por 40 euros, seria de esperar um pouco mais de longevidade. Em menos de um dia, consegues facilmente completar a história principal e experimentar tudo o resto que o jogo tem para oferecer que, de uma forma geral, consiste em modos remixados da campanha: poderás ter de completar níveis com apenas uma vida, completar os microjogos uns atrás dos outros, sem qualquer tipo de separação entre eles, e tens ainda o regresso de um dos jogos mais memoráveis de Game and Wario para a Wii U em que 9-volt tem de jogar na sua consola sem que a sua mãe o detecte.

warioware_gold_3

Existe um modo particularmente interessante em que, para além de teres que completar os minijogos, tens ainda Wario a colocar obstáculos que te dificultam a vida e com os quais tens de lidar: o vilão pode encher-te o ecrã de pó (que tens de soprar para dissipar), colocar um copo de vinho à tua frente (que vertes inclinando a 3DS), virar os ecrãs ao contrário (que consertas girando a 3DS), entre outros obstáculos que tornam o jogo ainda mais frenético e caótico do que aquilo que já era. Mas, mesmo assim, este modo não é o suficiente para compensar o preço estranhamente elevado do jogo.

Assim sendo, depois dos créditos rolarem pelo ecrã, existe mesmo muito pouco a fazer e, mesmo com 300 mini-jogos, irás acabar por jogar os mesmos uma e outra vez num espaço muito curto de tempo - o que só piora a situação.

1

WarioWare é um jogo muito, muito pequeno e, por 40 euros, seria de esperar um pouco mais de longevidade.

Isto leva-me a pensar se WarioWare Gold não seria melhor indicado para o mercado mobile. O jogo é casual o suficiente para chegar a um público mais abrangente e a sua longevidade curta faz com que o mesmo seja perfeito para quem quer apenas distrair-se momentaneamente, lembrando-me mesmo outros jogos semelhantes como Dumb Ways to Die que tanto sucesso fez no Android e iOS. O jogo funciona lindamente na 3DS, é verdade, e talvez seja só a minha visão simplista das coisas, mas este é o tipo de jogo capaz de apelar a diferentes géneros e gerações, fazendo do mobile a casa perfeita para ele. Tal iria igualmente resolver a problemática do preço já que, pela quantia indicada, seria de esperar que o jogo oferecesse conteúdo suficiente para te manter entretido durante muito mais tempo. Claro está, os jogos que envolvem que pressiones em botões teriam de ser reformulados mas, desde que o charme e a essência de Wario fossem retidos, os smartphones iriam receber um título extremamente divertido.

warioware_gold_5

De qualquer das formas, é inegável que WarioWare Gold emana personalidade e muitos dos minijogos com os quais te irás deparar são verdadeiramente divertidos, desvairados e surpreendentes, capazes de fazer sorrir qualquer pessoa - mesmo aquelas com um coração de gelo. Ainda assim, é impossível libertares-te da sensação que estás apenas a jogar uma demo generosa e verás que rapidamente o tédio irá instalar-se quando acabares por repetir as mesmas acções uma e outra vez. Foi agradável enquanto durou mas durou (mesmo) muito pouco.

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (0)

Sobre o Autor

Jorge Salgado

Jorge Salgado

Redactor

Fã de cultura pop, séries jogos animes. É o nosso noobie.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Loadings de Ghost of Tsushima são incrivelmente rápidos

Não é habitual ver isto nas consolas.

LEGO NES revelada oficialmente

Mais uma sensacional colaboração com a Nintendo.

Microsoft fala da "revolucionária" Xbox Velocity Architecture

"A melhor solução para o streaming" nos videojogos de próxima geração.

Ghost of Tsushima foi fortemente influenciado por Zelda: Breath of the Wild

Sucker Punch viu o triunfo da liberdade como um grande voto de confiança.

Comentários (0)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários