A Nintendo prometeu revelar uma "nova experiência interactiva para a Nintendo Switch, feita especialmente para crianças e os que ainda são crianças no seu coração."

Agora, sabemos que se trata de Nintendo Labo, uma nova linha de experiências interactivas que assentam no lema constrói e joga, com o toque que só uma companhia como a Nintendo conseguiria.

Nintendo Labo estará disponível no dia 27 de Abril em duas variantes diferentes: Variety Kit e Robot Kit, 69.99$ e 79.99$, respectivamente, nos Estados Unidos da América. O preço para Portugal ainda não foi revelado.

Segundo o presidente da Nintendo of Europe, Satoru Shibata, “O objetivo da Nintendo é colocar sorrisos nos rostos de todos os seus consumidores”. A este comentário acrescentou ainda: “O Nintendo Labo convida todos os que tenham uma mente criativa e um espírito divertido a criar, jogar e descobrir novas formas de interagir com a Nintendo Switch. Estou desejoso de ver famílias a divertirem-se a criarem kits, com grandes sorrisos nos rostos.”

Através do Nintendo Labo, criar e descobrir será tão divertido quanto jogar. Cada Toy-Con apresenta emocionantes desafios e diferentes graus de complexidade, o que garantirá aos utilizadores uma experiência sempre única. Criar Toy-Con será especialmente divertido com amigos e familiares já que promoverá a colaboração e a partilha de experiências.

Após a fase da construção, os mais criativos terão a oportunidade de personalizar os seus Toy-Con com fita adesiva colorida, autocolantes e estêncis para lhes atribuírem um toque que reflita verdadeiramente o seu estilo. Um conjunto de personalização especial com estes materiais estará igualmente à venda no dia 27 de abril.

O Nintendo Labo chega a Portugal no dia 27 de abril com dois kits, “Sortido” e “Robô”, que conterão tudo aquilo de que precisará para criar os seus Toy-Con, incluindo os materiais de construção e respetiva aplicação para a Nintendo Switch.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão